Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Valentim mantém três dúvidas na escalação do Palmeiras para domingo

Willian, Mina e Bruno Henrique podem ser escalados, mas treinador faz mistério

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

03 Novembro 2017 | 19h23

O técnico Alberto Valentim mantém três dúvidas na escalação do Palmeiras para o clássico com o Corinthians. O zagueiro Yerry Mina, o volante Bruno Henrique e o atacante Willian, desfalques no empate por 2 a 2 com o Cruzeiro, podem voltar à equipe. A opção será do treinador. Como a equipe realizou nesta sexta-feira o segundo dia de treinamentos fechado à imprensa, a comissão deu poucas pistas sobre as escolhas que serão feitas para domingo.

Técnico auxilia recuperação de Borja com treinos individuais

“Provavelmente eu terei o grupo todo à disposição. Estamos fazendo algumas variações de características, de modelo de jogo, para a gente decidir quem começa jogando”, afirmou o treinador em entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta sexta-feira.

A principal dúvida é no ataque. Depois de anotar gols no empate diante do Cruzeiro, Borja consolidou seu melhor momento desde que chegou ao Palmeiras. Por outro lado, Willian é o artilheiro do time na temporada e está recuperado de uma lesão na coxa esquerda que o tirou dos dois últimos jogos. “Depende muito do tempo inativo daquele que saiu e das atuações daquele que entrou”, afirmou Valentim.

No meio, Bruno Henrique cumpriu suspensão e foi substituído por Jean. Titular nos três primeiros jogos de Valentim, ele deve retomar sua condição no Dérbi.

Na defesa, Mina deve recuperar a posição de titular. Fora do time desde o dia 9 de agosto, quando sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé esquerdo, o colombiano poderia ter voltado na segunda-feira, mas se sentiu inseguro na parte física. Pediu mais tempo para treinar.

Além dos três, que podem ser escalados como titulares, o Palmeiras deve ter Guerra e Michel Bastos de volta, mas no banco de reservas. O venezuelano se recuperou de luxação no ombro e o lateral, inflamação no joelho.

“O legal é ter mais opções. Tenho um Bruno Henrique que volta, um Guerra que pode ficar à disposição, o mesmo para o Mina, que não foi para o último jogo, o Willian, que eu espero ter à disposição”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.