Vitor Silva / SS Press / Botafogo
Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Valentim minimiza vaias, mas admite que Botafogo 'precisa melhorar muito'

Técnico exalta esforço da equipe, que atuou com dez jogadores no final da partida, após saída de Yago por lesão

Estadão Conteúdo

07 Junho 2018 | 05h58

O técnico Alberto Valentim minimizou as vaias recebidas da torcida do Botafogo, na noite desta quarta-feira, no Engenhão, mas não deixou de reconhecer que o time carioca "precisa melhorar muito" se quiser se aproximar dos líderes do Brasileirão. O Botafogo empatou sem gols com o Ceará, pela 10ª rodada.

+ Após pancada na cabeça, Botafogo diz que Yago está 'lúcido e amparado'

+ Veja datas dos jogos dos times brasileiros na Copa Sul-Americana

"Hoje erramos muito tecnicamente, nos passes. Não conseguimos furar essa fase defensiva do Ceará. Precisamos melhorar muito, trabalhar e recuperar os jogadores para a partida com a Bahia", comentou o treinador, já projetando a rodada do fim de semana.

O resultado aquém do esperado deixou a torcida frustrada. No segundo tempo, Valentim ouviu vaias das arquibancadas do Engenhão. "Sabemos que o torcedor que vem ao estádio tem direito a se manifestar como deve, o torcedor imaginava o Botafogo em vantagem e vencendo", ponderou.

Apesar do tropeço em casa, o treinador valorizou o esforço dos seus jogadores, principalmente nos minutos finais, quando o Botafogo esteve com 10 em campo por causa da saída de Yago, machucado.

"Ficamos com um a menos, mas procuramos mesmo assim situações de gols, mas infelizmente não aconteceu. Precisamos recuperar fora de casa os pontos que perdermos. Temos que melhorar sempre, falaria isso se vencesse também", afirmou.

O técnico também exaltou a marca alcançada por Jefferson. O goleiro se tornou o terceiro jogador com mais partidas pela equipe na história. "Ele é a cara do Botafogo, é um líder. Hoje conversei com o Rodrigo e passamos a faixa para eles para homenageá-lo também. A gente queria dar essa vitória para ele também, porque é uma marca importantíssima num clube tão grande. É uma pena que a gente não conseguiu dar a vitória ao torcedor."

LESÕES

Valentim deixou o gramado do Engenhão com duas preocupações no elenco. Num mesmo jogo, ele perdeu dois zagueiros da equipe. O titular Joel Carli deixou a partida na metade do segundo tempo após sofrer forte pancada no abdome. Horas depois da partida, o clube informou que exames não constataram lesões, apenas uma "contusão abdominal". "O atleta foi medicado, liberado para casa e será reavaliado nesta quinta-feira", informou o Botafogo.

Carli foi substituído por Yago, que gerou ainda mais preocupação ao sofrer um forte choque na cabeça. Ele saiu tonto do jogo, nos minutos finais, e foi encaminhado ao hospital para exames. Segundo o clube, exames de praxe também não detectaram lesões. "O jogador ficará em observação por 72 horas, procedimento padrão em caso de concussão."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.