Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Valentim pede paciência ao Botafogo, mas avisa: 'Não temos alternativas'

"Não vamos ganhar no desespero, mas sim com muita paciência, organização e agressividade também"

Estadão Conteúdo

27 de março de 2018 | 20h46

O Botafogo joga seu futuro no primeiro semestre nesta quarta-feira. Eliminado da Copa do Brasil, o time encara o Flamengo no Maracanã precisando da vitória para ir à decisão do Campeonato Carioca. O técnico Alberto Valentim garantiu que a pressão não tornará sua equipe afobada, mas ressaltou a necessidade do triunfo: "Não temos alternativas".

+ Confira a tabela da Taça Rio

"Agora, não temos alternativas caso não vençamos o jogo. Precisamos dessa vitória. O Flamengo tem a vantagem do empate e precisamos entender o jogo, que não vamos ganhar no desespero, mas sim com muita paciência, organização e agressividade também. Só disputei um jogo contra eles aqui e temos que fazer um grande jogo para irmos à final", considerou nesta terça-feira.

Se tenta tranquilizar seus jogadores, Valentim sabe da importância da partida. Prova disso é que classificou a partida de quarta como "a mais importante" de sua curta carreira como treinador.

"Temos uma camisa pesada para carregar e vamos enfrentar o Flamengo procurando ganhar o jogo. Entrar com personalidade para vencer é o que nos resta de alternativa. Com certeza, é o jogo mais importante da minha carreira. Um jogo que define o que estamos disputando", comentou.

Até pelo peso do duelo, Valentim fez mistério e despistou sobre a escalação para quarta. "A escalação só falarei quarenta e cinco minutos antes do jogo", avisou. "Vou avaliar até o último minuto os jogadores e a característica do Flamengo. Tenho que pensar no que é melhor para esse jogo. Isso que tenho que avaliar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.