Vítor Silva/SSPRESS/BFR!
Vítor Silva/SSPRESS/BFR!

Valentim repete time, mas promete novos 'ingredientes' em clássico

Para o técnico, resultados positivos dão tranquilidade em seu começo de trajetória no clube

Estadão Conteúdo

02 Março 2018 | 21h06

O técnico Alberto Valentim tentou evitar o mistério na véspera do clássico entre o Botafogo e o Flamengo, neste sábado, no Engenhão. Mas acabou dando um ar de suspense, apesar de confirmar a repetição do time alvinegro, ao afirmar que colocaria novos "ingredientes" na partida, válida pela terceira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

+ João Paulo diz que Botafogo chega mais confiante contra Flamengo

"Será um jogo mais difícil com certeza por se tratar do Flamengo e da qualidade dos seus jogadores. Importante para colocarmos em prática uns ingredientes importantes nessa partida", declarou o treinador, ao comparar o clássico com as duas partidas anteriores em que comandou o Botafogo.

Para Valentim, os resultados positivos dão tranquilidade em seu começo de trajetória no clube. "Ter vencido os dois primeiros jogos foi bom para me deixar mais tranquilo e passar tranquilidade para o grupo, além dos pontos que precisamos para nos classificarmos", comentou.

"Tive mais uma semana inteira para trabalhar e disse que precisávamos evoluir, mesmo que de forma pequena, jogo a jogo. Foi importante também para jogadores que estavam sem jogar. Bom para intensificar os treinos e pegar ritmo", completou. "Os jogadores estão mais confiantes, até na forma que eles treinam. Incrível a forma que eles se entregam e procuram executar da maneira que a gente pede."

Prestes a comandar o Botafogo em seu primeiro clássico como treinador da equipe, Valentim confirmou a ansiedade. "Clássico, independentemente do estado, é sempre diferente. A semana é diferente em relação a imprensa, para o torcedor e também com os jogadores. O nível de atenção na preleção é diferente, você pode até falar menos. O nível de concentração é muito alto", afirmou.

Ele também exaltou a relação mais amigável entre as diretorias dos dois clubes, que viveram atritos e críticas recíprocas e públicas nos últimos anos. "Fico feliz que a coisa esteja mais amigável agora. É importante que as coisas andem bem entre as diretorias e da parte de nós, comissão técnica e jogadores, é bom jogar no nosso estádio."

Como o técnico confirmou que não terá mudanças na equipe, o Botafogo entrará em campo neste sábado escalado com Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo, Ezequiel e Léo Valencia; Rodrigo Pimpão e Kieza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.