Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Valores de multa e salário afastam Guto Ferreira do Corinthians

Clube entende que, no momento, é melhor focar em outros nomes do mercado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2016 | 15h30

As conversas entre Guto Ferreira e Corinthians deram uma esfriadas nas últimas horas, após a diretoria alvinegra ter conhecimento dos valores de uma possível transação do treinador. O técnico tem vínculo com o Bahia até o fim do ano que vem e para deixar o Bahia teria que pagar uma multa elevada.

Pessoas ligadas ao treinador falam que a multa é no valor de R$ 1 milhão, mas a diretoria do Bahia assegura que a quantia é ainda maior. Além disso, a comissão técnica do treinador custa R$ 450 mil mensais ao clube baiano, somando o salário do treinador. 

No total, o Corinthians fez uma projeção de que teria de gastar mais de R$ 500 mil, além da multa paga ao Bahia, para ficar com o treinador, que chegaria ao clube com muita rejeição, pois não está entre os nomes de maior consenso entre os dirigentes.

"Por um valor deste, talvez seja mais interessante investir em um outro nome. Pelo menos, essa é a visão do momento", disse uma pessoa próxima do presidente Roberto de Andrade.

O Corinthians demitiu Oswaldo de Oliveira na quinta-feira e terá de pagar uma multa contratual no valor de R$ 1 milhão pelo treinador, que ficou apenas nove jogos no comando da equipe. A diretoria ainda busca por um substituto e, embora a ideia inicial fosse que o novo técnico fosse definido até o início da semana que vem, o acerto pode demorar mais do que o esperado.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.