Giuseppe Cacace/AFP
Giuseppe Cacace/AFP

Mundial de Clubes 2019: veja os valores de premiação da competição

Saiba quanto o Flamengo vai ganhar pelo vice-campeonato mundial

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2019 | 17h10
Atualizado 21 de dezembro de 2019 | 17h28

O Mundial de Clubes de 2019 teve início na última quarta-feira, dia 11 de dezembro, no Catar, com sete equipes em busca do prêmio de melhor clube do planeta. E neste sábado, o Liverpool derrotou o Flamengo por 1 a 0 e garantiu o título. O Mundial, embora seja global, não chega a ser tão interessante sob o ponto de vista financeiro. A premiação do Mundial é melhor do que o de competições menos cobiçadas.

O campeão do Mundial de Clubes vai receber 5 milhões de euros (R$ 22,96 milhões). O valor é bem inferior, por exemplo ao que o Flamengo recebeu pelo título do Brasileirão (R$ 33 milhões) e que o Athletico-PR recebeu pela Copa do Brasil (R$ 52 milhões), sem contar o que recebeu por avançar nas fases anteriores. Na Libertadores, o Fla recebeu R$ 50 milhões pelo primeiro lugar e um total de R$ 80 milhões ao longo da competição.

Se for olhar para a Europa, o valor é ainda mais discreto. O Liverpool recebeu 19 milhões de euros (R$ 87,2 milhões) pelo título. Somando toda a campanha, a equipe inglesa arrecadou a incrível marca de 110 milhões de euros (R$ 505 milhões), quase 22 vezes mais do que pagará o Mundial. 

Confira o valor da premiação do Mundial de Clubes de 2019

  • 1º Lugar (LIVERPOOL): 5 milhões de euros (R$ 22,96 milhões)
  • 2º Lugar (FLAMENGO): 4 milhões de euros (R$ 18,37 milhões)
  • 3º Lugar (MONTERREY): 2,5 milhões de euros (R$ 13,78 milhões)
  • 4º Lugar (AL HILAL): 2 milhões de euros (R$ 9,185 milhões)
  • 5º Lugar (ESPERÁNCE TUNIS): 1,5 milhão de euros (R$6,89 milhões)
  • 6º Lugar (AL SADD): 1 milhão de euros (R$ 4,60 milhões)
  • 7º Lugar (HIENGHÈNE): 500 mil euros (R$2,30 milhões)
Tudo o que sabemos sobre:
futebolMundial de Clubes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.