Alejandro García / EFE
Alejandro García / EFE

Valverde diz que Real 'quer tirar sabor amargo' e alerta Barça para o clássico

Rivais se enfrentam três dias depois da vitória do time catalão por 3 a 0, pela Copa do Rei

Redação, Estadão Conteúdo

01 de março de 2019 | 17h49

Três dias depois de eliminar o maior rival nas semifinais da Copa do Rei com um triunfo por 3 a 0 fora de casa, o Barcelona volta a encarar o Real Madrid no Santiago Bernabéu neste sábado, desta vez pelo Campeonato Espanhol. O time catalão sabe que terá pela frente um adversário "mordido", tentando responder à derrota do meio de semana.

"Quando uma equipe vence, consegue confiança para as próximas partidas, e quando perde, quer que chegue outra o quanto antes para recuperar. Eles querem tirar o sabor amargo da eliminação. Somos duas equipes e lutamos pela vitória. Será duro e pode acontecer qualquer coisa. Não é garantia ter ganhando o primeiro (jogo)", declarou o técnico Ernesto Valverde nesta sexta-feira.

Uma nova vitória no fim de semana pode deixar o Barcelona ainda mais próximo do título do Espanhol. A equipe catalã tem 57 pontos, a sete do Atlético de Madrid e nove do Real, terceiro colocado. Um empate no Santiago Bernabéu já seria benéfico para os comandados de Valverde, mas ele garantiu que vai em buscar do novo triunfo.

"É muito difícil jogar duas partidas com a mesma equipe e repetir o resultado, mas vamos tentar ganhar porque o campeonato pede isso. Queremos a vitória, é um ânimo extra importante e significaria tirar pontos de um rival direto. Sabemos que é um duelo complicado, porque, apesar dos resultados da Copa do Rei, vimos a dificuldade do rival", apontou.

O resultado do meio de semana intensificou a pressão sobre o técnico do Real, Santiago Solari, a quem Valverde manifestou seu apoio. "Não gosto que demitam os treinadores, são meus companheiros. Para o Solari, desejo o melhor. Mas nós dois queremos vencer."

O treinador também voltou a fazer elogios a Vinicius Junior, principal peça do Real no jogo de quarta. "Não há nada especial para ele, nenhum plano espetacular, mas é um jogador que está em forma e desequilibra. É preciso ter isso em conta."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.