Alejandro Garcia/EFE
Alejandro Garcia/EFE

Valverde não confirma Iniesta no clássico e garante Barcelona motivado

Meio-campista depende de sua condição física para enfrentar o Real Madrid, neste domingo

Estadão Conteúdo

05 Maio 2018 | 17h38

Campeão do Campeonato Espanhol com antecedência, o Barcelona terá a chance de coroar sua campanha vencedora com uma vitória no clássico diante do Real Madrid neste domingo, no Camp Nou, pela 36ª rodada. O técnico Ernesto Valverde garantiu que a equipe catalã está motivada para manter a invencibilidade no torneio.

+ Ex-técnico do Manchester United, Ferguson passa por cirurgia de emergência

+ Neymar faz 1º treino físico no PSG após cirurgia e Thiago Silva comemora retorno

Valverde assegurou que seus comandados querem ganhar independente da posição na tabela e da situação do campeonato. "Clássico é clássico, significa muita coisa. Queremos a vitória, não importa como está a classificação. Acredito que veremos o melhor das duas equipes", disse o treinador do clube catalão.

Com o título já definido, o Barcelona defende a invencibilidade de 41 jogos no torneio (considerando as partidas da temporada passada). Valverde sabe da importância de terminar a competição de forma invicta. "Nos tempos atuais, conseguir um campeonato sem perder é importante e muito difícil", analisou.

Andres Iniesta, que recentemente confirmou que deixará no final desta temporada o clube pelo qual foi formado, não tem presença garantida no clássico. Valverde diz que o meia jogará se sentir bem. "O mais importante é como ele estará fisicamente. Se tem garantias, ele vai jogar", disse o treinador.

Iniesta está entre os 18 jogadores relacionados para o duelo. Digne, André Gomes, Alex Vidal e Yerry Mina foram cortados da lista por decisão técnica e ficarão fora do confronto que opõe os rivais que estão separados por 15 pontos na tabela, a maior diferença entre eles no torneio nos últimos 30 anos. O Barça soma 86 pontos e o Real Madrid aparece na terceira posição, com 71.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.