Marco Oliveira/Site Oficial/Atlético-PR
Marco Oliveira/Site Oficial/Atlético-PR

'Vamos acreditar', diz técnico do Atlético-PR sobre reverter contra o Grêmio

Equipe paranaense precisa devolver goleada de 4 a 0 sofrida em Porto Alegre

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2017 | 15h50

O técnico do Atlético-PR mantém a esperança de reverter a vantagem que o Grêmio conquistou nas quartas de final da Copa do Brasil ao vencer o duelo de ida do mata-mata por 4 a 0, em Porto Alegre. Fabiano Soares acredita que o time rubro-negro precisa primeiro quebrar a barreira do primeiro gol nesta quinta-feira, às 21h45, na Arena da Baixada, em Curitiba, para depois passar a sonhar com a classificação.

"Logicamente, vamos acreditar. A primeira coisa é tentar reverter esta situação do Atlético-PR não ganhar. O primeiro objetivo é ganhar o jogo. Se conseguirmos fazer um gol, não vamos parar por aí", projetou o treinador, em entrevista coletiva nesta quarta.

A mesma opinião tem o volante Otávio. O jogador entende que o time paranaense não pode se afobar na busca pela goleada e manter a tranquilidade para, em primeiro lugar, exibir um futebol que garanta ao menos a vitória. O atleta, porém, também crê ser possível conquistar a vantagem de cinco gols ou ao menos fazer 4 a 0 para levar a disputa da vaga às semifinais para as cobranças de pênaltis.

"Temos de pensar em fazer o nosso melhor, fazer o jogo das nossas vidas. Construir o resultado pelo primeiro gol, porque no futebol tudo pode acontecer. Sabemos da qualidade do adversário, que deverá jogar no campo deles, esperando o nosso erro. O principal objetivo é vencer. A classificação vem como consequência", analisou o volante.

Além da natural dificuldade em se construir um placar elástico para eliminar o time que é vice-líder do Brasileirão e que já venceu o jogo de ida contra o Godoy Cruz pelas oitavas de final da Libertadores, na Argentina, o Atlético-PR terá o agravante de não poder contar com alguns jogadores. Seis desfalques já estão confirmados: os volantes Bruno Guimarães e Esteban Pavez, o meia Guilherme, os atacantes Ederson e Ribamar (não estão inscritos na Copa do Brasil), além de Nikão, expulso no jogo de ida das quartas de final, em Porto Alegre. O meia Felipe Gedoz pode ganhar uma vaga na equipe.

"Vamos com o melhor que temos. Claro que temos baixas, problemas físicos e alguns que não poderão jogar. Mas são 11 jogadores que estão no Atlético, eles têm qualidade para honrar esta camisa. O Felipe (Gedoz) é um jogador interessante. Realmente gosto do futebol dele. Mas ele precisa estar bem fisicamente para competir. E tem grandes possibilidades de jogar", adiantou o treinador.

Os jogadores do Atlético-PR realizaram na manhã desta quarta-feira, na Arena da Baixada, o último treino para o duelo com o time gremista, que com a larga vantagem obtida na partida de ida poderá perder por até três gols de diferença. E caso marque ao menos um gol, obrigará o time rubro-negro a ter de balançar as redes pelo menos seis vezes, tendo em vista o maior peso dos gols fora de casa para efeito de desempate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.