Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

'Vamos sentir falta do Guerrero', diz Roberto de Andrade

Presidente do Corinthians praticamente descarta renovação

VÍTOR MARQUES, O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2015 | 13h13

O atacante Guerrero está com um pé fora do Corinthians. A afirmação é do presidente Roberto de Andrade.Segundo o dirigente, o clube não pode pagar o que o jogador está pedindo para renovar o contrato. Sem falar em valores, Roberto de Andrade disse que está muito difícil chegar a um consenso.

"Não é por falta de vontade. Todos gostariam que ele ficasse. Se não acontecer, o que é mais provável, é porque o Corinthians não tem condição de fazer o que ele está pedindo", disse o dirigente.

Guerrero pede cerca de R$ 18 milhões para assinar um novo contrato. O atual termina dia 15 de julho. Além disso, ele quer receber R$ 500 mil por mês. "Não tenho como assumir enquanto não arrumarmos nossas finanças. Pela situação de hoje, não tenho como assumir um compromisso."

Em crise financeira, o Corinthians tenta cortar sua folha salarial, atualmente na casa dos R$ 9 milhões por mês. Emerson Sheik, como já confirmou Roberto de Andrade, não terá seu contrato renovado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansGuerrero

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.