Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'Vamos tentar no próximo ano', lamenta Renato após vice

Equipe é superada pelo Palmeiras na Copa do Brasil

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2015 | 00h54

O Santos apostou tudo o que tinha na Copa do Brasil, mas saiu como vice e frustrado por não estar na Copa Libertadores do ano que vem. O clube da Vila Belmiro perdeu nos pênaltis a decisão do título para o Palmeiras, nesta quarta-feira, e na saída de campo o volante Renato, um dos mais experientes do elenco, disse que restava à equipe apenas se preparar para a próxima temporada.

"Vamos tentar no próximo ano chegar ao nosso objetivo, que é a Libertadores", lamentou o jogador de 36 anos. O time priorizou a competição mata-mata, poupou titulares no Brasileiro e acabou tropeçando em ambas. Com o aproveitamento ruim como visitante e alguns tropeços nos últimos meses, no próximo domingo, contra o Atlético-PR, o time apenas cumpre tabela, já sem chance de G-4.

Na decisão desta quarta-feira, o Santos penou para repor as saídas por contusão de dois titulares. O zagueiro David Braz e o atacante Gabriel se tornaram baixas durante a partida e fizeram a chance de título ficar mais longe. A parte física pesou e no segundo tempo, o time, já cansado, levou dois gols do Palmeiras, apesar de ainda ter conseguido levar para os pênaltis o desfecho.

Após o título palmeirense, os jogadores saíram rapidamente para o vestiário. Apenas o volante Renato ficou no gramado para cumprimentar o ex-colega de Botafogo, Rafael Marques. "Temos que dar parabéns para eles, foram melhores nos pênaltis. A rivalidade fica fora de campo", comentou o jogador, que minimizou as provocações que antecederam a final.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FCRenato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.