Vampeta é acusado de agressão a goleiro do Bahia

Vampeta, ex-jogador de Corinthians, Vitória e seleção brasileira, foi protagonista, na noite desta quarta-feira, de uma grande briga na entrada do Hotel Sol Bahia Atlântico, em Salvador - onde moram oito jogadores recém-contratados do Bahia, enquanto não encontram residência fixa. Segundo funcionários do hotel, o ex-jogador, junto com cinco amigos, chegou ao local à noite, e ficou na recepção do hotel esperando o retorno dos jogadores do Bahia, em especial do goleiro Marcelo, que voltavam do jogo contra o Camaçari - o Bahia venceu por 3 a 1. Ao chegarem, os atletas foram surpreendidos pelo grupo de Vampeta, que teria dois acompanhantes armados.A intenção do ex-jogador era agredir Marcelo pela suspeita de que ele tivesse mantido um relacionamento com a ex-mulher de Vampeta, quando ambos jogavam juntos pelo Corinthians, em 2006. Houve briga e uma das portas de vidro da recepção do hotel foi quebrada na confusão. Com um arranhão no rosto, o goleiro treinou normalmente, na tarde desta quinta-feira, junto com a equipe. Nem ele nem os colegas quiseram comentar o ocorrido. A direção do clube, alegando que só trata de assuntos profissionais, tampouco se pronunciou. O ex-jogador, que teria sofrido um grande corte no braço, não foi localizado. No fim da manhã desta quinta, Marcelo foi à 9.ª Delegacia prestar queixa contra Vampeta. Segundo o boletim de ocorrência, ele disse ter sido espancado com "murros e pontapés", enquanto os colegas eram ameaçados com armas de fogo. Além disso, o goleiro disse ter tido os dois celulares roubados na confusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.