Vampeta falta a treino outra vez

Pela segunda vez em uma semana, Vampeta faltou ao treinamento no Corinthians. Na terça-feira da semana passada, o próprio jogador se encarregou de ligar ao diretor-técnico Roberto Rivellino, informando que teve problemas particulares e por isso mesmo não poderia comparecer ao treino. Nesta terça, quem justificou a ausência foi um de seus procuradores. Alexandre Martins ligou avisando que Vampeta estava no Rio, resolvendo problemas particulares, e que não poderia comparecer ao treinamento.O ?cano? de Vampeta não foi bem recebido pelo diretor-técnico Roberto Rivellino. O dirigente admitiu que não esperava pela segunda falta do jogador em uma semana. "Na semana passada ele me ligou, dizendo que tinha problemas, mas desta vez, não. Hoje só recebi uma ligação do empresário dele Alexandre Martins. Agora, quero ouvir o que o jogador tem a dizer".Rivellino chegou a sugerir um pouco mais de cuidado a Vampeta. O dirigente reconheceu que o jogador não ficou numa situação confortável depois que ameaçou não jogar mais no Corinthians em 2003. "Naquele episódio o Vampeta criou um clima pouco favorável para ele no clube e deveria tomar mais cuidado. De uma certa forma isso não fica bem, porque existe o telefone celular e ele poderia ter me ligado".Rivellino, no entanto, disse que não vai punir Vampeta antes de ouvir as suas justificativas. "Não posso fazer isso sem falar com o jogador.Antes, tenho de ouvir a sua justificativa".Na mesma entrevista, Rivellino se negou a falar sobre o interesse pelo meia-esquerda Adrianinho, da Ponte Preta. O jogador tem como procurador Márcio Rivellino, filho do diretor-técnico corintiano, confirmou o interesse do Corinthians na sua contratação. Rivellino, o pai, se irritou com um repórter de rádio que insistiu no assunto."Eu vim aqui para falar sobre o Vampeta. Não vou comentar nenhuma contratação. Não tenho nada a declarar sobre contratação. Você sabe que não tem nada acertado com nenhum jogador".O mal-estar, porém, só durou alguns minutos. Logo Rivellino voltou para o vestiário e o técnico Juninho assumiu as atenções da imprensa, ao comentar o episódio Vampeta. O treinador foi bem mais condescendente na hora de falar sobre a falta de Vampeta. "Estamos esperando para ver o que aconteceu. O Vampeta tem de fato um problema particular. Tem de haver uma compreensão. Eu estou torcendo para que ele chegue amanhã (10) e nos conforte com a verdade".Quanto ao time que vai enfrentar o Grêmio, domingo, no Olímpico, a boa novidade pode ser o atacante Gil. Nesta terça-feira o jogador voltou a treinar normalmente pôde ser observado por Arrigo Sacchi, representante do Parma, que esteve no Parque São Jorge acompanhado pelo empresário Gilmar Rinaldi - coincidentemente, o procurador de Gil.De acordo com Roberto Rivellino, Sacchi veio para conhecer o clube."Agora, se ele está observando algum de nossos jogadores, isso eu não sei informar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.