Vampeta fica longe do Corinthians

As possibilidades de Vampeta reforçar o Corinthians em 2002 são cada vez menores. O acordo com o Flamengo não estava tão longe de ocorrer, mas o alto salário do atleta foi decisivo para que o Corinthians recuasse. Vampeta recebe cerca de R$ 150 mil mensais. Hoje, Reinaldo Pitta, empresário do atleta, ligou para Dick Law, da Panamerican Sports Team, braço da Hicks Muse, a fim de tentar convencê-lo, assim como os outros corintianos, a mudar de idéia e aceitar negociar com Vampeta, mas não teve tanto sucesso. A idéia do clube é enxugar ao máximo as despesas e não fazer grandes investimentos. ?Só a folha de pagamento já é maior do que a receita?, justificou Dick. O atacante Luizão, por exemplo, recebe salário considerado elevadíssimo para o atual momento financeiro do futebol, mais de R$ 200 mil. Por isso, a intenção da diretoria corintiana é negociá-lo, embora o discurso para a imprensa seja bem diferente.

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2002 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.