Robson Fernandjes|Estadão
Robson Fernandjes|Estadão

Vampeta ironiza preço do ingresso e promete desfilar com camisa rosa

Presidente do Audax afirma que R$ 100 da estreia contra o São Paulo serão cobrados por outros clubes

O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2017 | 11h28

Vampeta, presidente do Grêmio Osasco Audax, reafirmou que não irá diminuir o preço do jogo contra o São Paulo, na estreia do Campeonato Paulista, e ironizou a cobrança de R$ 100 como valor mínimo. O jogo marca a estreia do técnico Rogério Ceni em uma partida oficial no Brasil.

"Depois do jogo Audax e São Paulo, quero que todos vejam os valores dos preços dos jogos do São Paulo quando o time for a Lins, Novo Horizonte, Sorocaba para ver se o ingresso vai ser R$ 10. Se for, eu coloco uma camisa rosa e ando pela Avenida Paulista", brincou Vampeta em evento de apresentação do elenco do time de Osasco, na noite desta segunda-feira, em entrevista à Gazeta Esportiva.

A estratégia do Osasco de elevar o preço dos ingressos para lucrar com o evento desagradou parte da torcida do São Paulo, que promete boicote. Vampeta afirma que o preço não é exagerado. "Tem uma rivalidade minha com o São Paulo, da minha época de atleta, então não torço para o São Paulo. E o preço está dentro daquilo que se cobram", avaliou o presidente.

Sensação do Campeonato Paulista do ano passado quando chegou ao vice-campeonato ao ser derrotado pelo Santos, o Grêmio Osasco Audax está confiante para a temporada 2017. Nesta segunda-feira, foram apresentados o elenco e os uniformes para a disputa do Estadual em um teatro de Osasco. O evento ontou com a presença do presidente Vampeta, além de alguns dirigentes do clube e políticos da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.