Vampeta pode ser titular no Corinthians contra o Atlético-PR

Com ausências de Rosinei e Bruno Octávio, volante de 33 anos ganha apoio dos jovens colegas

Cosme Rímoli, do Jornal da Tarde,

30 de julho de 2007 | 21h59

Uma das possíveis saídas para o Corinthians parar de dar vexames consecutivos por pura falta de personalidade em campo pode ser Vampeta. O cenário está montado para a reestréia do volante de 33 anos na quarta-feira, em Curitiba, contra o Atlético Paranaense: o volante Bruno Octávio tomou o terceiro cartão amarelo e Rosinei está contundido."Eu estou mais do que pronto. O Carpegiani sabe que pode contar comigo na hora que quiser. Nestas horas em que o Corinthians está pressionado, com todo mundo imaginando que morreu, é que gosto de jogar. Já passei várias vezes por isso. Já entrei em forma, assinei contrato, fiquei três jogos no banco. Quero jogar e o Carpegiani sabe disso. Eu cresço é na dificuldade, na pressão", disse Vampeta na saída de campo, após o desastroso empate com o Flamengo."Um jogador como o Vampeta seria ideal. Tem liderança e sabe o momento de segurar a bola, esfriar o jogo. Contra o Flamengo precisávamos de alguém assim", disse o goleiro Felipe.Vampeta tem uma grande vantagem em relação ao também veterano Ricardinho. O volante que veio do Cruzeiro é tímido e ainda está em processo de adaptação. Vampeta, não. Ele se sente em casa. "O Vampeta já tem conversado muito com a gente fora do campo. Na concentração ele diz que precisamos ter personalidade, firmeza para agüentar a pressão que é jogar no Corinthians. E explica que se conseguimos segurar a onda aqui, poderemos crescer: ir para a Europa, para a Seleção. O Corinthians é mais difícil do que tudo isso", disse o atacante Everton Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.