Van Basten elogia atuação de Robben e reclama do calor

O técnico da Holanda, Marco van Basten, disse que o forte calor em Leipzig prejudicou o ritmo de jogo de sua seleção na vitória por 1 a 0 sobre Sérvia e Montenegro, e agradeceu à "sorte" de contar com o atacante Arjen Robben com a camisa laranja."Tivemos sorte por ele jogar para nós. O gol de Robben nos deu oportunidade de respirar, já que perdemos muitas chances boas", disse o treinador, que fez sua estréia em Copas no banco de reservas, e obteve sua primeira vitória - como jogador, em 1990, participou de quatro jogos, com três empates e uma derrota.Segundo ele, o calor fez com sua equipe trocasse o jogo em velocidade por um ritmo mais cadenciado, valorizando a posse de bola. "Era visível que o time estava muito cansado", explicou Van Basten. "Não foi fácil, mas foi importante começar com uma vitória", completou.Robben agradeceu ao comandante pelos elogios e se disse satisfeito com sua atuação, mas acredita que pode jogar melhor num ambiente mais ameno. "Podia ter jogado melhor, especialmente no segundo tempo, quando estava muito quente. Parecia que estávamos jogando no Saara", afirmou o autor do solitário gol da partida.O volante Cocu enfatizou a importância de se igualar à Argentina. "Foi importante ganhar, ainda mais que a Argentina também venceu. Demos um passo importante", disse. A Holanda volta a jogar sexta-feira, contra Costa do Marfim, em Stuttgart, e encerra a primeira fase no dia 21, diante da Argentina, em Frankfurt.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.