Van Marwijk deixa o comando da seleção holandesa

Bert van Marwijk deixou na quarta-feira o comando da seleção da Holanda, disse a Real Liga Holandesa de Futebol (KNVB) dias depois da prematura eliminação do time na Eurocopa.

REUTERS

27 de junho de 2012 | 20h11

"Tive dúvidas, mas finalmente decidi que deveria dar esse passo", disse Van Marwijk em nota divulgada no site da federação (www.knvb.nl). No ano passado, ele havia renovado seu contrato por quatro anos, até 2016.

Vice-campeã mundial em 2010, a Holanda perdeu suas três partidas na fase de grupos da Eurocopa que está sendo disputada na Polônia e Ucrânia, no seu pior desempenho em um torneio importante.

A imprensa e a torcida culparam Van Marwijck pelo fiasco, acusando-o de ser conservador demais. Vários jogadores, no entanto, manifestaram apoio a ele.

"Van Marwijk fez um trabalho extremamente bom ao guiar o time até a final da Copa do Mundo de 2010 e ao primeiro lugar no ranking da Fifa", disse Bert van Oostveen, diretor da KNVB. "É triste que tenhamos de dizer adeus neste momento, mas também precisamos ser realistas."

Van Marwijk, de 60 anos, assumiu a seleção em julho de 2008, no lugar de Marco van Basten. Sob seu comando, a Holanda venceu 14 jogos consecutivos em competições oficiais -inclusive eliminando o Brasil-, até perder a final da Copa para a Espanha, por 1 x 0.

(Reportagem de Theo Ruizenaar)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTHOLANDATECNICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.