Van Persie espera mais jogos difíceis para a seleção da Holanda

Atacante do Manchester United encara com naturalidade desafio contra a Austrália e refuta desafios sem dificuldades na Copa

AE, Agência Estado

20 de junho de 2014 | 13h13

O atacante Robin van Persie admitiu a dificuldade enfrentada pela Holanda na partida de quarta-feira contra a Austrália - vitória por 3 a 2 -, mas encarou com naturalidade o desafio imposto pelo rival. Segundo o jogador do Manchester United, a tendência é que sua seleção não encontre jogos fáceis na Copa do Mundo.

"Sim, foi um jogo complicado. Mas assim é o Mundial", disse Van Persie em entrevista ao site da Fifa publicada nesta sexta-feira. "É o maior torneio do mundo, com os melhores atletas, então você sabe que terá vida dura. Foi o caso contra a Austrália e será assim na semana que vem, e na semana depois dela", disse o atacante, que disputa sua terceira Copa - ele foi eliminado com a Holanda nas oitavas de final em 2006 e vice-campeão em 2010.

A seleção holandesa esteve atrás do placar em momentos das duas vitórias conquistadas até aqui no Mundial, contra Espanha e Austrália. Por isso Van Persie elogia o poder de reação da equipe nacional. "Eu acho que mostra algo sobre nós, por termos conseguido duas viradas. É especialmente impressionante por causa da pressão que nos foi imposta, os australianos não paravam de correr. Eles jogaram muito bem", afirmou o jogador, que reconhece as falhas do time do técnico Louis Van Gaal na última partida.

"Nós certamente não jogamos bem no primeiro tempo, mas não dá para disputar todo jogo do torneio de forma fantástica do início ao fim. Há também confrontos como esse, os quais você precisa vencer. Conseguimos graças aos nossos méritos", afirmou o atacante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.