Vandalismo marca comemoração Tricolor

Por muito pouco não termina em tragégia a festa dos torcedores do São Paulo pelo título da Libertadores, conquistado na noite de ontem com a goleada por 4 a 0 sobre o Atlético-PR. Ao invés de comemorar, muitos dos torcedores que tomaram a Avenida Paulista ao final da partida promoveram tumulto, quebra-quebra e atos de vandalismo numa proporção poucas vezes vista na cidade.Ônibus, metrô e outros equipamentos públicos foram depredados. Bancas de jornais, vitrines de lojas e até um posto de gasolina acabaram destruídos pelos torcedores.De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), pelo menos trezes ônibus foram danificados. Segundo a empresa, dois deles tiveram o alçapão retirados. A maioria dos veículos teve vidros e luminárias internas destruídos. Duas estações do Metrô - Brigadeiro e Trianon - tiveram dois dos acessos danificados. Um posto de gasolina foi invadido por um grupo de 300 torcedores. Bombas de combustível foram quebradas e outras instalações do estabelecimento acabaram danificadas. Nas imediações do estádio do Morumbi, milhares de torcedores que não conseguiram ingressos, entraram em conflito com a Polícia Militar. Os policiais tiveram de usar balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio para evitar depredações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.