Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Vanderlei deve deixar o Santos e Grêmio tem concorrentes, diz dirigente

José Carlos Peres afirma que além do clube gaúcho, outros times também demonstraram interesse no atleta

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2020 | 19h21

Vanderlei não deve permanecer no Santos para a temporada 2020. Quem revelou a possível saída foi o presidente José Carlos Peres ao confirmar que o Grêmio está interessado na contratação do goleiro. Mas o mandatário do clube da Vila Belmiro destacou que outras equipes também tem o jogador na mira.

"Tem várias conversas, não é só Grêmio. São vários. Estamos vendo a melhor oportunidade pra ele e para o clube também", explicou Peres em rápida entrevista nesta quarta-feira, na sequência da apresentação de Jesualdo Ferreira como novo treinador do Santos.

Ídolo da torcida, Vanderlei está no clube desde 2015, mas perdeu a titularidade no Santos no início do último Campeonato Brasileiro, quando o então técnico Jorge Sampaoli passou a optar pela escalação de Everson, o que já vinha fazendo nas competições mata-mata.

Com isso, a direção do Santos avalia a possibilidade de negociar Vanderlei, ainda mais que o goleiro recebe um alto salário. E o clube optou por promover o retorno de Vladimir para a temporada 2020 - ele atuou por empréstimo pelo Avaí no ano passado, mas o clube evitou negociá-lo novamente, em um indicativo de que poderá ser o reserva imediato de Everson.

Para 2020, o Santos já negociou outro jogador com passagem marcante pelo Santos com o Grêmio, o lateral-direito Victor Ferraz, trocado por Madson, que atua na mesma posição. Assim, Vanderlei também poderia ser usado como "moeda de troca", algo que o clube fez com Vitor Bueno, negociado com o São Paulo, que cedeu o centroavante Raniel.

Para Entender

Mercado da Bola

Veja as principais negociações do futebol brasileiro. Clubes se movimentam para tentar se reforçar visando a próxima temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.