Vanderlei Luxemburgo: 'Culpa é do coronel Marcos Marinho'

Técnico palmeirense sai de campo irritado e critica presidente da Comissão de Arbitragem da FPF

Redação,

13 de abril de 2008 | 19h23

Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, o responsável pela derrota do Palmeiras para o São Paulo foi o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF), o coronel Marcos Marinho. No jogo deste domingo, o atacante Adriano marcou um gol de mão, validado pelo trio de árbitros.  Veja também: São Paulo derrota Palmeiras e reverte vantagem no Paulistão Bate-Pronto: Enfim, o São Paulo jogou com vontade "Não vamos crucificar o Paulo César de Oliveira [árbitro] nem a menina [a bandeira Maria Eliza Correa, responsável pelo lance do Imperador]. O coronel Marinho é o culpado. O nervosismo da bandeira no clássico, a pressão sobre o Paulo César... o Marinho é o culpado. O comportamento dele não contribui em nada [para a arbitragem]." Para Luxemburgo, o Palmeiras se desequilibrou em campo após levar o gol. "O São Paulo foi merecedor da vitória, mas o lance do gol de mão transferiu a vantagem para os são-paulinos. Agora vamos ver se conseguimos reverter a vantagem no Palestra Itália." O volante Pierre levou o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o São Paulo. Martinez deve ser escalado na vaga. "A possibilidade de decidirmos em casa é muito boa. Mas contra o São Paulo, sempre é difícil", afirma Luxemburgo.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasSão Paulo FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.