Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Vanderlei: 'O Palmeiras nem jogou na primeira partida. Só se defendeu'

Goleiro do Santos faz provocações antes de final da Copa do Brasil

O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2015 | 16h43

A véspera da final entre Santos e Palmeiras pela Copa do Brasil voltou a ter mais frases fortes. Nesta quarta-feira o goleiro do time da Vila Belmiro, Vanderlei, tentou não rebater declarações do adversário, mas relembrou que apesar de algumas provocações, a equipe da capital perdeu a chance de mostrar em campo na primeira partida a vontade de atacar.

"A equipe que veio jogar aqui teve dificuldade e perdeu. O Palmeiras nem jogou aquele jogo, ficou se defendendo. Esperamos que o torcedor do Santos que for à Arena do Palmeiras possa comemorar no final", disse o goleiro em entrevista coletiva nesta terça-feira no CT Rei Pelé, em Santos. O time realizou o último treino antes da final sem a presença dos jornalistas.

O Santos defende a vantagem de ter vencido por 1 a 0 na Vila Belmiro na última quarta-feira. A equipe do técnico Dorival Junior joga por um empate para ser campeão e em caso de derrota por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.  "Todos os jogos entre Santos e Palmeiras foram equilibrados. Esse jogo será assim novamente. Vai ser equilibrado. Um jogo em que todas as equipes têm chances de vencer."

Segundo o goleiro, o Palmeiras além de não atacar o Santos na primeira partida, tentou atrapalhar o andamento da aprtida. "Palmeiras parou muito o jogo aquele dia, demoraram três minutos para bater um lateral. Esperamos que seja um jogo melhor, muito truncado, parado. Esperamos que a arbitragem também deixe o jogo rolar mais", comentou Vanderlei, que chegou ao clube neste ano.

Nos últimos dias a torcida do Palmeiras reclamou do lançamento de uma revista para comemorar antecipadamente o título do Santos. Já a diretoria do clube praiano, negou participação no material e prometeu tomar providências contra a editora responsável. Por sua vez, o lado Alviverde provocou com Rafael Marques, que em texto nas redes sociais chamou a torcida adversária de "meia dúzia de gatos pingados".

Vanderlei evitou comentar o assunto. "Cada um fala o que quer. Não ficamos pensando muito em polêmica", despistou. O goleiro adiantou que o Santos vai apostar nos contra-atques. "Na Copa do Brasil, a equipe da casa abre espaço, e a nossa equipe é técnica, rápida. Esperamos aproveitar isso contra o Palmeiras também, eles têm de vir para cima. Vamos buscar o jogo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.