Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Vanderlei pede foco no Santos para vencer Palmeiras e alcançar líder Corinthians

Para goleiro santista, vitória pode afastar rival da briga e os aproximar do topo da tabela

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2017 | 19h42

O goleiro Vanderlei, do Santos, confia na capacidade da equipe para superar o Palmeiras neste sábado, às 19 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador pede concentração para vencer o clássico para se aproximar do Corinthians, líder com 10 pontos de vantagem para o time santista (54 a 44) e deixar para trás um rival direto na briga pelo título e por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

+ Zeca projeta Santos ofensivo para vencer o Palmeiras mesmo fora de casa

+ 'É o jogo mais importante do 2º turno', diz Zé Roberto sobre clássico

"Temos que estar concentrados e ligados o tempo todo. Não é só por ser contra o Palmeiras, fora de casa. Clássico tem que ter atenção. Temos que ter ainda mais por se tratar de um confronto direto. Temos só um ponto de diferença. A vitória pode valer uma aproximação do Corinthians e deixar um adversário para trás. Vamos respeitar o Palmeiras, mas temos totais condições de vencer lá", projetou o goleiro, em entrevista ao site do clube.

Vanderlei destacou a dificuldade para superar o Palmeiras, time que o Santos ainda não venceu atuando no estádio Allianz Parque. Nas cinco partidas disputadas desde a inauguração na nova arena, em novembro de 2014, o time palmeirense venceu três vezes e empatou outras duas.

"Será um jogo equilibrado. O histórico de Santos e Palmeiras sempre foi assim. Jogos bem equilibrados, decididos em detalhes. São duas equipes parelhas, segunda contra quarta (colocadas no Brasileirão). Precisamos estar sempre concentrados e focados para dar o nosso 100%", completou o goleiro, que faz ótima temporada e tem sido cotado para defender a seleção brasileira.

O Santos tem a segunda melhor defesa do Brasileirão atualmente, com apenas 16 gols sofridos em 25 jogos. No entanto, o desempenho do setor ofensivo tem deixado a desejar. O time fez somente 26 gols na competição e tem o quarto pior ataque do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.