Vandinho garantiu a refeição do Paraná

Quantas marmitas vale um jogador júnior? A pergunta, que parece estúpida, tem razão de ser quando se trata de Vandinho, atacante do Paraná Clube que está se transferindo para o São Paulo.O jogador, revelado nas categorias de base do clube, foi cedido para o empresário Luís Alberto, dono da LA Sports, que fornece alimentação a jogadores e funcionários do Paraná Clube. Em troca, a cada ano que passa tem direito de ficar com 60% do valor do passe de um dos juniores do clube.Em 2004, escolheu Vandinho, que pintava como uma revelação. Ele participou de algumas partidas do time principal e, apesar de não fazer gols, mostrou bom futebol. Luís Alberto comprou então mais 30% do passe do atleta. O Paraná ficou apenas com os 10% que a lei lhe garante por ser o clube formador.Na Copa São Paulo deste ano Vandinho marcou seis gols em sete partidas. Foi o destaque do Paraná, que ficou em terceiro lugar na competição, atrás do Nacional, que o eliminou, e do campeão Corinthians. O São Paulo se interessou pelo jogador e conseguiu que ele defendesse o clube num torneio na Suíça. Fez quatro gols em cinco jogos e agora a diretoria negocia a sua vinda por empréstimo até o final do ano. Depois do torneio na Suíça, Vandinho ficou treinando com os juniores e voltou para Curitiba, de onde deveria ter retornado ontem.A LA Sports quer vender 50% do passe do jogador por R$ 1,37 milhão. Repassaria os 10% a que o Paraná Clube tem direito.O jogador se chama Vanderson de Silva Souza, tem 1,78 m e pesa 74 kg. Calça chuteiras número 40 e completa 19 anos em 24 de agosto. É considerado um atacante rápido e bom finalizador.A vinda de Vandinho faz parte da estratégia do São Paulo, que busca reforçar suas categorias de base ? que estão fracas, depois da ascensão de jogadores como Edcarlos, Renan, Alê, Marco Antônio e Diego Tardelli.

Agencia Estado,

14 de abril de 2005 | 10h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.