Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians/ Divulgação
Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians/ Divulgação

Vantagem corintiana sobre rival nunca foi superada no Brasileiro a 7 jogos do fim

Equipe de Fábio Carille tem 59 pontos e vê rivais se aproximarem na tabela

Igor Moraes, especial para a AE, Estadão Conteúdo

04 Novembro 2017 | 18h10

A história joga a favor do Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2017. A atual vantagem de pontos do líder para o Palmeiras, que ocupa a segunda posição na tabela de classificação, jamais foi superada neste momento da competição.

+ Leia mais notícias sobre o Corinthians

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Com a derrota para a Ponte Preta e o empate entre Palmeiras e Cruzeiro, o Corinthians fechou a 31.ª rodada com cinco pontos na frente do rival alviverde (59 a 54). Nas 14 edições do Brasileirão disputadas por pontos corridos, esta distância nunca conseguiu ser alcançada por um vice-líder com sete rodadas para o final.

Apenas em três oportunidades, com menor diferença de pontos que a do campeonato deste ano, a equipe na liderança na 31.ª rodada não conseguiu confirmar o título. Curiosamente, duas delas envolveram - em posições opostas - Corinthians e Palmeiras.

Em 2009, o Palmeiras liderava a tabela de classificação com 54 pontos, acompanhado de perto pelo Atlético Mineiro, que ocupava a segunda posição com 53. Na quinta posição estava o Flamengo, com 51. O time alviverde seguiu no topo até a 33.ª rodada, quando foi superado pelo São Paulo. Mais tarde, na 37.ª rodada, a liderança foi assumida pelo Flamengo, que se sagrou campeão daquele ano.

No Brasileirão de 2011, Corinthians e Vasco alternaram a primeira e segunda posições durante boa parte do campeonato. Na 31.ª rodada, a equipe do Rio de Janeiro liderava com 57 pontos, apenas dois à frente do time alvinegro paulista. Da 32.ª até a 34.ª rodada, ambos seguiram empatados com o mesmo número de pontos. Na 35.ª, o Corinthians assumiu a ponta isolada e a manteve até o final.

O outro líder na 31.ª rodada que não chegou ao título foi o Grêmio, em 2008. Naquela oportunidade, o time tricolor gaúcho liderava o Brasileirão com 59 pontos e era perseguido pelo São Paulo, que ocupava a vice-liderança com 56. A equipe paulista, na época comandada pelo técnico Muricy Ramalho, assumiu a liderança na 33.ª rodada e foi campeã daquele ano.

A pontuação do Grêmio em 2008 era a mesma do Corinthians em 2017. A marca é a quinta pior da história dos pontos corridos, atrás apenas de Fluminense em 2010 (54 pontos); Palmeiras em 2009 (54); Vasco em 2011 (57) e Santos em 2004 (58).

O confronto direto deste domingo é a grande esperança do Palmeiras para tentar mudar a história do Brasileirão. Se vencer o clássico no estádio Itaquerão, o time alviverde diminui a vantagem do Corinthians para apenas dois pontos e pode assumir a ponta já na rodada seguinte, quando enfrenta o Vitória, em Salvador. O rival jogará contra o Atlético Paranaense, em Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.