Vários técnicos querem dirigir a Austrália, diz dirigente

O presidente da Federação Australiana de Futebol, John O´Neill, afirmou nesta segunda-feira que recebeu várias propostas de treinadores dispostos a suceder Guus Hiddink no comando da seleção da Oceania. Mas ele assegurou que vai escolher um profissional de alta categoria. Hiddink já anunciou que deixará o cargo ao final do Mundial para assumir o comando da seleção da Rússia."Desde que cheguei à Alemanha, vários grandes nomes manifestaram interesse em dirigir nossa equipe", disse O´Neill, atribuindo o interesse à boa participação da Austrália neste Mundial. "Quem nega o fato de que estamos entre as 16 melhores seleções do mundo? Derrotamos o Japão, que é o 18.º colocado no ranking mundial; empatamos com a Croácia, que é o 23.º colocado; e estivemos a ponto de empatar com o Brasil, que é o número 1", ressaltou."Precisamos de um novo Hiddink. Queremos alguém que realmente queira o cargo, não alguém que pense em chegar aqui antes de se aposentar", advertiu o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.