Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

Vasco apenas empata com Duque de Caxias

Time cruzmaltino perde muitos gols, fica no 0 a 0 e pode terminar a rodada fora do G-4 da Série B

BRUNO LOUSADA, Agencia Estado

19 de junho de 2009 | 23h15

O jejum de gols do Vasco na Série B do Brasileiro continua firme e forte. Com o empate por 0 a 0 com o Duque de Caxias, nesta sexta-feira, em São Januário, já são três partidas sem marcar na Segunda Divisão. Sem contar que a equipe cruzmaltina não balançou a rede nos segundo confronto com o Corinthians, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

 

Veja também:

tabela Classificação

lista Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

Apesar de mais um tropeço na Série B, o Vasco subiu para a terceira colocação, agora com 12 pontos. Já o Duque de Caxias festejou o empate, que o levou para o quinto lugar, com 11 pontos. "Faltou o gol. A bola não está entrando", disse o lateral-esquerdo Ramon.

O Vasco foi para o vestiário, no intervalo, sob vaia da torcida por causa do 0 a 0 no placar. O time, realmente, ficou devendo bom futebol. Não soube se impor de forma mais incisiva e tampouco criou muitas oportunidades. E ainda finalizou mal as poucas chances que teve na etapa inicial. Elton que o diga. Perdeu um gol incrível logo assim que a partida começou.

O goleiro Vinícius "entregou" a bola nos pés de Élton. O atacante invadiu sozinho a área adversária e bateu para fora, frente a frente com o camisa 1 do Duque de Caxias, que respirou aliviado. "Na hora certa o gol vai sair", declarou o zagueiro Vilson, no intervalo.

E parecia tudo favorável ao Vasco com a expulsão de Oziel, aos 12 minutos do segundo tempo. Mas o Vasco não estava com a pontaria calibrada. Elton voltou a perder mais uma chance claríssima e foi hostilizado pela torcida. A equipe cruzmaltina ainda desperdiçou pelo menos duas oportunidades de gol.

Já vendido ao Inter de Milão, o atacante Philipe Coutinho, de 17 anos, estreou nesta sexta-feira com a camisa cruzmaltina e não rendeu tão bem. Como era de se esperar, o jovem jogador iniciou o partida nervoso, mas depois conseguiu se soltar. Só não esperava ver o Vasco sair de campo sob o grito de "time sem vergonha".

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Figueirense, outro time egresso da Série A, no sábado, em Florianópolis. O Duque de Caxias vai receber o Bahia, no mesmo dia, na cidade de Mesquita.

VASCO 0 X 0 DUQUE DE CAXIAS

Vasco - Fernando Prass; Paulo Sérgio,Vílson, Gian (Titi) e Ramon; Amaral, Nilton (Willien), Léo Lima e Jéferson (Benítez); Elton e Philipe Coutinho. Técnico: Dorival Júnior.

Duque de Caxias - Vinicius; Oziel, Santiago, Zé Carlos e Paulo Rodrigues; Léo, Thiaguinho, Mancuso (Bruno Moreno), Clayton (Juninho) e Geovani (Marlon); Edivaldo. Técnico: Rodney Gonçalves.

Cartões amarelos - Léo Lima, Gian, Willen (Vasco); Mancuso (Duque de Caxias).

Cartão vermelho - Oziel (Duque de Caxias).

Árbitro - Wagner dos Santos Rosa (RJ).

Renda - R$ 103.182,00.

Público - 6.968 pagantes.

Local - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.