Paulo Fernandes / vasco.com.br
Paulo Fernandes / vasco.com.br

Vasco aposta em fase goleadora de Pikachu para derrubar invencibilidade do Inter

Zaga do time cruzmaltino tem quatro desfalques para partida no Beira-Rio

Estadão Conteúdo

13 Junho 2018 | 07h06

Cheio de desfalques mas animado pela última vitória, o Vasco quer terminar em alta a 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro, a última antes da pausa para a Copa do Mundo da Rússia. Para isso, precisa vencer o Intenacional nesta quarta-feira, às 21h45, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

+ Sem Edenilson e Danilo Fernandes, Inter recebe o Vasco no Beira-Rio

+ Vasco contrata lateral-direito do Guarani por empréstimo até o fim do ano

A missão vascaína no Sul promete ser das mais difíceis. O adversário gaúcho está invicto há sete jogos e vem embalado na competição. Além disso, o último encontro entre as equipes não traz boas recordações aos vascaínos, que foram goleados por 6 a 0, em setembro de 2015, quando Jorginho também era o treinador cruzmaltino.

A chegada de Jorginho, porém, reanimou o time carioca, que venceu o Sport na última rodada com atuação de destaque de Yago Pikachu, que vive grande fase e se tornou o artilheiro da equipe na competição. Ele é a principal aposta de gols no duelo em Porto Alegre.

"Realmente é o meu melhor momento aqui falando de números. Está sendo maravilhoso, estou trabalhando para que dure por muito tempo. Pena que temos somente um jogo antes da parada. Fico feliz", disse o lateral, que atua como ponta e tem faro de goleador.

Os principais problemas de Jorginho na montagem do time estão na zaga, setor com quatro desfalques. Paulão está fora por razões contratuais - pertence ao Inter - Ricardo está suspenso e Werley e Breno se recuperam de lesão. As opções são Luiz Gustavo, o jovem Miranda, e o equatoriano Erazo.

Pelo que indicou nos treinamentos, Jorginho deve escalar Miranda e Erazo na defesa e seguir improvisando Luiz Gustavo na lateral direita e Pikachu no ataque. Se Rafael Galhardo tiver condições de jogo e for escalado na lateral, Luiz Gustavo pode retornar à zaga, mas essa é uma possibilidade menor.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.