Vasco aposta tudo na Sul-Americana para salvar 2007

Após a seqüência de maus resultados no Brasileirão, time carioca tem o América do México pela frente

09 de outubro de 2007 | 18h46

Em queda no Campeonato Brasileiro, com a vaga para a Taça Libertadores cada vez mais distante, o Vasco quer a Copa Sul-Americana para salvar seu ano, depois dos fracassos no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil. O clube carioca enfrenta nesta quarta-feira, às 21h50, o desgaste da viagem ao México, a altitude do Estádio Azteca e o time do América, no jogo de ida da quartas-de-final do torneio continental. Um empate, de preferência com gols, é visto como bom resultado em São Januário. Para obtê-lo, o técnico Celso Roth conta o retorno de dois importantes jogadores, o meia Perdigão e o lateral Wagner Diniz, que cumpriram suspensão na derrota para o Atlético-PR. América do MéxicoSílvio Luiz; Jorge Luiz, Júlio Santos e Vilson; Wagner Diniz, Amaral, Perdigão, Conca e Rubens Júnior (Guilherme); Leandro Amaral e Enítlon (Alan Kardec)Técnico: Celso RothVascoOchoa; Castro, Rojas, Davino e Cervantes; Villa, Arguello, Mosqueda e Insúa; López e CabañasTécnico: Daniel BrailovskiÁrbitro: Martín Vázquez (URU)Estádio: AztecaHorário: 21h50TV: SporTV2   Se a maré não anda boa para o Vasco, que não vence há oito rodadas no Brasileiro, os ventos também não sopram a favor dos mexicanos. O técnico Luis Fernando Tena foi demitido do comando do América depois da derrota para o Toluca por 3 a 1, pelo campeonato mexicano. O argentino Daniel Brailovsky, que atuou no clube nos anos 80 e trabalhava como comentarista em um canal de TV, faz sua estréia no jogo desta quarta. O grande problema vascaíno tem sido a inépcia de seu ataque. Nas últimas quatro partidas pelo Brasileiro, nenhum gol anotado. Reflexo: Celso Roth constantemente testa jogadores na tentativa de encontrar o parceiro ideal para Leandro Amaral. Roth já utilizou Alan Kardec, Marcelinho e Enílton na vaga, sem ainda definir a questão.

Tudo o que sabemos sobre:
Vasco da GamaCopa Sul-Americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.