Divulgação
Divulgação

Vasco aproveita folga forçada na Série B para intensificar treinos

Por conta da greve da PM no Recife, jogo contra o Náutico foi adiado para o dia 6 de junho

AE, Agência Estado

16 de maio de 2014 | 20h17

RIO - Como o jogo entre Vasco e Náutico, que aconteceria neste sábado, foi adiado para o dia 6 de junho por causa da greve da PM no Recife, o técnico Adilson Batista aproveitou o período sem jogos no fim de semana para intensificar os treinamentos no clube carioca.

"Ganhamos alguns dias para recuperar os jogadores. Demos uma carga a mais no treinamento para superar essa parada. Mas só mudou o posicionamento do adversário, porque agora o foco é no Sampaio Correia", disse o técnico, já pensando no jogo de terça-feira, pela sexta rodada da Série B.

Nesta sexta-feira, o técnico conduziu um treino coletivo separando os jogadores em dois times. Pedro Ken, que se recuperava de lesão, atuou entre os titulares, enquanto o atacante Edmílson, que estava nem situação semelhante à do companheiro, ficou no time reserva.

O jovem atacante Yago atuou bem nos últimos jogos, parece ter agradado o técnico e foi mantido no time titular. "Os meninos aproveitaram, entraram bem contra o Resende, Treze e Oeste. É tudo questão de oportunidade", avaliou Adilson Batista.

Já o volante Guiñazu, que se recupera de uma fratura no pé, mostrou sinais de recuperação. Ele deixou de fazer somente fisioterapia e correu ao redor do campo. A expectativa é de que retorne ao time antes do recesso da Copa do Mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoAdilson BatistaSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.