Vasco bate América e se classifica

O Vasco venceu o América, por 2 a 1, neste domingo à tarde, em Edson Passos, e se classificou com uma rodada de antecedência para a semifinal da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O destaque da partida foi a marcação de três pênaltis inexistentes pelo árbitro Edílson Soares da Silva, dois para os vascaínos, desperdiçados pelo atacante Valdir, e um outro, que originou o gol da equipe americana.Por atuar em casa, o América tomou a iniciativa do jogo mas, aos poucos, o melhor nível técnico dos jogadores do Vasco compensou a falta de atenção e equilibrou o confronto. Aos 14 minutos do primeiro tempo, o atacante Valdir fez uma bela jogada, entrou na área e na tentativa de encobrir o goleiro Carlos Germano acertou a bola no travessão. No rebote, seu companheiro de ataque, Léo Macaé, marcou, de cabeça, o gol vascaíno.Bem na partida, o Vasco ainda desperdiçou uma boa oportunidade de ampliar a vantagem. Aos 30 minutos, o juiz assinalou um pênalti a favor do time de São Januário, alegando que o zagueiro Humberto teve intenção ao desviar a bola com a mão dentro da área. Dois minutos depois, Valdir cobrou e chutou a bola para fora.A seguir foi a vez de Soares compensar o erro e marcar um pênalti também inexistente a favor do América, sob a mesma alegação do anterior. Desta vez, o zagueiro Henrique teria colocado a mão na bola. Aos 34 minutos, Dudu bateu e empatou a partida.No segundo tempo, o Vasco substituiu Beto por Coutinho e perdeu rendimento em seu meio-de-campo. Aos poucos, o time foi melhorando e acertou duas bolas na trave, com o meia Cadu e o volante Igor. Aos 32 minutos, no momento em que o Vasco mais pressionou ofensivamente o América, o juiz marcou um novo pênalti inexistente a favor do time de São Januário. Valdir, com 12 gols no Carioca e que neste ano já havia desperdiçado três cobranças, chutou a bola, que foi defendida pelo goleiro Carlos Germano. No rebote, ele ainda acertou a bola no travessão.O gol da vitória vascaína ocorreu aos 40 minutos em um lance de bola parada. Na cobrança de um escanteio pela direita, Henrique marcou, de cabeça, e assegurou a classificação do Vasco à semifinal, com uma rodada de antecedência.

Agencia Estado,

14 de março de 2004 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.