Vasco bate Ceará de virada na estreia do Brasileirão

O Vasco estreou no Campeonato Brasileiro com uma vitória de virada por 3 a 1 em cima do Ceará, neste sábado à noite, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. Os dois clubes jogaram com times mistos, pois pouparam jogadores para a decisão de vagas na final da Copa do Brasil.

CARMEN POMPEU, Agência Estado

21 de maio de 2011 | 20h52

No confronto, destaque para os dois gols de Bernardo. Jeferson completou o triunfo vascaíno. Antes disso, o Ceará abriu o placar com Cléber. Todos os gols foram marcados no segundo tempo.

Os dois times começaram a partida se estudando. Nos 40 minutos iniciais, houve poucas chances reais de marcar. O Ceará partia com a vontade de Júnior Pipoca, mas esbarrava na incompetência dos armadores do alvinegro cearense. Já o Vasco apostava nos contra-ataques com Enrico e Elton, mas todas as tentativas eram interceptadas pelo zagueiro Cléber.

Aos 30 minutos, o zagueiro vascaíno Douglas saiu machucado para entrada do argentino Chaparro. Nos minutos finais do primeiro tempo, a equipe cearense apertou com boas tentativas de Pipoca, Sinho e Ernandes, que foram defendidas por Fernando Prass.

Logo aos três minutos do segundo tempo, Júnior Pipoca perdeu o chamado gol feito. O Vasco, que voltou com o titular Ramon no posto de Márcio Careca, se retrancava cada vez mais. Aos 12 minutos, veio a melhor chance até então numa jogada de Diego Macedo, que por pouco não terminou em gol.

Aos 14, Mancini resolveu colocar o titular Osvaldo para tentar dar a vitória ao Ceará. Ricardo Gomes queimou a última substituição aos 16. Saiu Enrico entrou Max. Aos 20 minutos, o zagueiro Cléber ajudou o ataque e fez 1 a 0, ao marcar de canela. A bola ainda bateu na trave e no goleiro Fernando Prass antes entrar mansamente na meta.

Após o gol, o Vasco passou a pressionar em busca do empate. Adilson, bastante exigido, ia defendendo todas. Para segurar mais o time carioca, Mancini tirou Thiago Humberto e colocou o descansado titular Geraldo. O Vasco manteve a marcha em busca do gol de empate. Adilson, aos 29, fez grande defesa.

Aos 32, porém, de tanto tentar, Elton passou para Bernardo empatar para o Vasco, chutando sem marcação da entrada da área. E Bernardo, novamente num rebote, chutou de fora da área e virou para 2 a 1.

Com o placar revertido, Mancini foi para o tudo ou nada. Sacou Murilo e colocou o titular Marcelo Nicácio. Com três atacantes (Júnior Pipoca, Osvaldo e Nicácio), o Ceará buscou o gol desordenadamente. O Vasco chegava com mais perigo em busca do terceiro e marcou com Jeferson aos 43 minutos, fechando o placar.

No próximo sábado, pela segunda rodada do Brasileirão, o Ceará enfrentará o Internacional, em Porto Alegre. O Vasco receberá o América, no domingo, em São Januário.

FICHA TÉCNICA:

Ceará 1 X 3 Vasco

Ceará - Adilson; Diego Macedo, Cléber, Diego Sacomam e Ernandes; Heleno, Eusébio, Murilo (Marcelo Nicácio) e Thiago Humberto (Geraldo); Júnior Pipoca e Sinho (Osvaldo). Técnico: Vágner Mancini.

Vasco - Fernando Prass; Fágner, Jumar, Douglas (Chaparro) e Márcio Careca (Ramon); Diego Rosa, Eduardo Costa, Jeferson e Bernardo; Enrico (Max) e Elton. Técnico: Ricardo Gomes.

Árbitro: Jailson Freitas (BA).

Gols: Cléber, aos 20, Bernardo, aos 32 e 34, e Jeferson, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Enrico, Jeferson e Júnior Pipoca.

Renda e público: não disponíveis.

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.