Vasco da Gama (@vascodagama)/Twitter
Vasco da Gama (@vascodagama)/Twitter

Vasco chega a acordo e contrata o atacante argentino Maxi López

Jogador de 34 anos volta ao futebol sul-americano após nove anos na Itália e passagem também pelo Barcelona de Ronaldinho

Estadão Conteúdo

14 de julho de 2018 | 20h00

O Vasco anunciou na tarde deste sábado a contratação do atacante argentino Maxi López. O clube informou que o jogador de 34 anos chegará ao Rio de Janeiro na próxima segunda-feira para passar por exames médicos e assinar o contrato que terá validade até o final de 2019.

+ Vasco treina pênaltis e confia em virada heroica sobre o Bahia na Copa do Brasil

+ Lenon confia em virada do Vasco em estreia contra o Bahia: 'Não é impossível'

+ Vasco renova contrato com Andrés Ríos até o fim de 2018

Maxi López já deixou uma mensagem aos torcedores vascaínos. "Estou chegando para me juntar a vocês na comemoração dos 120 anos do clube com a história mais bonita do futebol. Vamos fazer muitas coisas juntos. Vai ter muita novidades", disse o jogador se referindo ao aniversário do Vasco em vídeo veiculado pelo clube no seu perfil do Twitter.

Veja o vídeo:

O clube carioca melhorou um pouco sua condição financeira com as saídas de Erazo, Wellington, Bruno Paulista e Riascos e conseguiu viabilizar a contratação de Maxi López, que estava sem clube após terminar seu contrato com a Udinese, da Itália, por onde atuou na última temporada e marcou seis gols em 29 jogos.

O clube cruzmaltino conseguiu manter o salário do novo reforço dentro da realidade financeira e teve como trunfo na negociação a vontade do centroavante em voltar ao futebol sul-americano após nove anos na Itália. De acordo com a imprensa turca, o argentino também despertou o interesse do MKE Ankaragücü, da Turquia.

Mesmo com a renovação do vínculo de Andrés Ríos, o Vasco considera que a posição de centroavante era uma das maiores carências do elenco. Ríos já disse que prefere atuar pelos lados e o colombiano Riascos, até então único jogador da posição, se transferiu para o futebol chinês.

Além da Udinese, López passou por Catania, Milan, Sampdoria, Chievo e Torino no futebol italiano. No Brasil, teve uma passagem relevante pelo Grêmio em 2009. Ele surgiu para o futebol no River Plate, em 2001, e três anos depois foi companheiro de Ronaldinho Gaúcho e Messi no Barcelona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.