Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Vasco começa mal, mas busca empate com o Botafogo

Time cruzmaltino continua na zona do rebaixamento, três pontos atrás do Bahia

Sílvio Barsetti, Agência Estado

20 de outubro de 2013 | 20h41

RIO - Num clássico emocionante, Botafogo e Vasco empataram por 2 a 2 neste domingo à noite no Maracanã, resultado ruim para as duas equipes. Por causa de jogo pela Copa do Brasil no meio de semana, contra o Flamengo, o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, levou a campo um time misto e agora só tem quatro pontos de vantagem sobre o quinto colocado do Campeonato Brasileiro, o Goiás. Ou seja, vê sua classificação à Libertadores ameaçada. Já o Vasco permanece na zona de rebaixamento, embora tenha subido uma posição, de 18.º para 17.º.

O Botafogo começou avassalador. Após escanteio cobrado por Lodeiro, Diogo Silva falhou e deu uma tapa na bola para o lado em que estava o zagueiro Dankler. Livre de marcação, o botafoguense concluiu com precisão. No minuto seguinte, Lodeiro chutou de fora da área, o goleiro errou de novo, ao rebater a bola para a frente, e o próprio uruguaio completou para ampliar. Boa parte dos torcedores dos dois clubes ainda nem havia chegado ao Maracanã e partida já parecia decidida.

O goleiro do Vasco fez depois três boas defesas, mas acabou ''perseguido'' pelos vascaínos por vários minutos. Quando a bola estava em seu poder, ele era vaiado.

Sem criatividade e abalado com a desvantagem, o Vasco não conseguia reagir. Em duas cobranças de falta, Marlone deixou Cris em condições de marcar, de cabeça. Na primeira, Jefferson fez ótima defesa. Na outra, a bola saiu por cima.

A partida mudou bastante no segundo tempo, com a entrada de Juninho, na vaga de Montoya. O veterano craque do Vasco deu ritmo ao time e participou diretamente dos dois gols da equipe. Foi ele quem cobrou o escanteio que Jomar completou de cabeça para diminuir a vantagem do Botafogo. Pouco depois, Juninho deu o passe para Pedro Ken finalizar e empatar na frente do goleiro Jefferson.

Com o placar de 2 a 2, os dois times passaram a atacar com vontade, mas desorganizadamente. O Botafogo ainda conseguiu criar algumas chances. Diogo Silva, porém, não falhou de novo. Nos últimos minutos, o Vasco apresentava mais cansaço que o rival e não teve forças para virar. Ainda assim, aos 48, Juninho cobrou falta com categoria e Jefferson mostrou por que faz parte da seleção brasileira.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 2 VASCO

BOTAFOGO - Jefferson; Edílson, Dankler, André Bahia e Lima; Lucas Zen, Gegê, Lodeiro e Octávio (Renato); Hyuri (Daniel) e Sassá (Bruno Mendes). Técnico - Oswaldo de Oliveira.

VASCO - Diogo Silva; Nei, Jomar, Cris e Yotún; Sandro Silva (Wendel), Pedro Ken, Fillipe Soutto (Thalles) e Montoya (Juninho); Marlone e Willie. Técnico - Dorival Júnior.

GOLS - Dankler, aos 5, e Lodeiro, aos 6 minutos do primeiro tempo. Jomar, aos 9, e Pedro Ken, aos 25 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Jomar, Nei, Juninho e Lucas Zen.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoBotafogoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.