Vasco comemora vantagem, mas vê confronto indefinido

A vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, na última quinta-feira, em São Januário, deu uma ótima vantagem para o Vasco. Na partida de volta, marcada para o dia 25, em São Paulo, a equipe paulista terá que vencer por três gols de diferença para se classificar para a próxima fase da Copa Sul-Americana - 2 a 0 leva a partida para a disputa dos pênaltis. Mesmo assim, o técnico Ricardo Gomes alertou seus jogadores e disse que o confronto não está decidido.

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 10h01

"É uma boa vantagem, mas não tá nada decidido porque o Palmeiras tem argumentos. Tem atacantes perigosíssimos, uma bola parada muito forte. O Felipão conhece bem este tipo de competição, o risco que eles vão correr lá vai ser muito grande", declarou o treinador.

Ricardo Gomes, que optou por poupar alguns titulares, exaltou a manutenção do padrão tático da equipe. "O padrão de jogo foi mantido, mas em um ritmo mais lento que o normal. Talvez devido à mudança, talvez devido ao próprio time do Palmeiras. Mas não achei ruim, não. Conseguimos ter, em algumas vezes, situações com um domínio que não estamos acostumados, de segurar a bola, alternamos mais o ritmo do que normalmente e isso me agradou", avaliou.

Entre os que ganharam uma oportunidade como titular, Elton e Julinho agradam o treinador. Eles atuaram nas vagas de Alecsandro e Márcio Careca, respectivamente. "Estou muito satisfeito com os dois, tanto o Alecsandro quanto o Elton. Surpresa para mim foi o Julinho, pela lateral. Teve uma boa atuação, rendeu bem e agora vai brigar com o Márcio (Careca)", elogiou.

No domingo, o Vasco volta a campo, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, mas novamente contra o Palmeiras, em casa. "Agora a cabeça vai voltar para o Campeonato Brasileiro, de novo o Palmeiras, e este resultado não tem nenhuma influência para domingo", garantiu Ricardo Gomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.