Vasco consegue liberar uso dos alojamentos da base

O Vasco atendeu às exigências da Justiça e reformou os alojamentos das divisões de base, que haviam sido interditados na semana passada pela 1ª Vara da Infância e da Juventude. Uma nova vistoria na manhã desta segunda-feira atestou as melhorias das instalações do clube, o que vai impedir a suspensão das atividades das categorias infantil e juvenil.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 20h25

"As condições melhoraram, realmente. Mas eles sabiam que nós estaríamos lá. Os aparelhos de ar condicionado foram trocados, o refeitório foi reformado, tudo estava organizado de uma maneira digna", comentou a promotora Clisânger Ferreira Gonçalves, do Ministério Público. "A partir de agora, faremos vistorias sem avisar, é o período probatório, para fiscalizar se as instalações serão mantidas", completou ela, destacando que a escola que funciona em São Januário, que teve as aulas interrompidas no período de reforma, tem 15 dias para voltar a funcionar.

"O Vasco jamais quis que chegasse a essa situação. É que achamos que a estrutura (do centro de treinamento) de Itaguaí iria ficar pronta logo e não valia investir mais em São Januário", disse o advogado Marcello Macedo, que cuida do caso para o clube carioca.

Depois da derrota para o Flamengo, no último domingo, o técnico Cristóvão Borges se prepara para um novo clássico que ganhou contornos de decisão para a sua continuidade no clube. No sábado, contra o Fluminense, o treinador tem o retorno do atacante Carlos Tenório, mas pode perder novamente Eder Luís, às voltas com persistentes dores musculares.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.