Vasco continua sem Juninho

O meia Juninho Pernambucano continua impedido de jogar, apesar de o Vasco ter conseguido um mandado de segurança garantindo o vínculo sobre o jogador no Tribunal Regional Trabalho (TRT). O departamento jurídico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entendeu que, como a ação em favor do meia estava em um instância superior - o Tribunal Superior Trabalhista (TST) -, se sobrepunha a esse mandado. Assim, apesar de ter recebido a ação vascaína, a CBF manteve o atestado liberatório para que Juninho jogue pelo Lyon. No Vasco, os dirigentes comemoraram o mandado de segurança, concedido pela Secções de Dissídios Individuais do TRT, embora não soubessem da decisão da CBF. Após se apresentarem, os jogadores foram dispensados e só voltarão a treinar na segunda-feira.

Agencia Estado,

05 de junho de 2001 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.