Vasco dá só mil ingressos para Atlético

O Vasco parece disposto a criar um clima de tensão para o jogo com o Atlético-PR, no domingo, em São Januário. Por ordem de seu presidente, Eurico Miranda, o clube desconsiderou pedido da equipe visitante e enviou carga reduzida de mil ingressos para Curitiba. O líder do Campeonato Brasileiro queria três mil bilhetes.O dirigente afirmou que 15 mil ingressos foram colocados à venda para o confronto e disse não temer a presença dos torcedores paranaenses. "Todo mundo tem o direito de ir e vir, mas invasão não vai ter em São Januário, de jeito nenhum", frisou o presidente do Vasco. "Tem mil lugares reservados para eles, com toda a segurança." Eurico voltou a afirmar que seu time não será rebaixado para a Segunda Divisão porque "é tão forte quanto os dois últimos adversários" - além do Atlético-PR, vai enfrentar o Santos. Eurico ainda foi irônico ao comentar insinuações de que o Vasco estaria preparando um clima hostil para a equipe paranaense. Nesta sexta-feira, mais uma vez, os jogadores e o técnico Joel Santana não concederam entrevistas. Eles estão sob a ?lei da mordaça?, seguindo ordem de Eurico Miranda. O dirigente disse que não há prazo para que o grupo seja autorizado de novo a se manifestar publicamente. E comentou que não está preocupado com isso.Esquema - A necessidade da vitória contra o Atlético-PR, para assegurar a permanência do Vasco na divisão de elite do Brasileiro, levou o técnico Joel Santana a optar por inovar na formação tática.Treinou ontem a armação 3-6-1, com a saída do time titular do atacante Marco Brito para a entrada de Gomes na zaga.Com a opção feita pelo técnico vascaíno, o meio-de-campo da equipe será formado pelos alas Thiago Maciel e Diego, além dos meias Ygor, Coutinho, Júnior e Petkovic. E na zaga estão Gomes, Daniel e Henrique.Há seis rodadas sem vencer e na 16ª colocação na tabela de classificação do Brasileiro, com 51 pontos, uma nova derrota no domingo poderá deixar o Vasco a uma colocação da zona de rebaixamento da competição. Atualmente, a diferença entre o time carioca e o Vitória, o 21º, é de apenas três pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.