Vasco derrota Avaí fora de casa e se aproxima dos líderes

Cariocas conquistam a terceira vitória consecutiva e deixam rival perto da lanterna

Júlio Castro, Agência Estado

17 de agosto de 2011 | 21h55

FLORIANÓPOLIS - O Vasco embalou no Campeonato Brasileiro. O time carioca derrotou o Avaí por 2 a 0, nesta quarta-feira, na Ressacada, em Florianópolis, e se aproximou dos líderes da competição. A terceira vitória seguida deixou a equipe de Ricardo Gomes na provisória terceira colocação da tabela, com 33 pontos - o time carioca pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que joga nesta quinta-feira com o América-MG. 

O resultado ampliou a crise no Avaí. O time catarinense acumulou sua quinta derrota em sete jogos e se manteve na zona de rebaixamento, em 19.º lugar, com 13 pontos. O revés aumentou ainda mais a pressão sobre o ameaçado técnico Alexandre Gallo, já que a equipe pode terminar a rodada como lanterna.

Jogando fora de casa, o Vasco teve dificuldade nos primeiros instantes da partida. O Avaí se mostrava mais solto e com maior disposição no ataque por causa da pressão dos últimos resultados. A equipe da casa alternou boas e más jogadas, porém, afoito, esbarrou no sistema defensivo do adversário.

Após segurar o ímpeto catarinense, o Vasco criou o primeiro lance de perigo, aos 8 minutos, com falta cobrada por Juninho Pernambucano. O goleiro Felipe mostrou bom reflexo na defesa.

Mais experiente e com melhor nível técnico, o Vasco impôs perigo até os primeiros 15 minutos. Na sequência, o Avaí desperdiçou duas boas chances, aos 15 e aos 17. Chegou a acertar uma bola na trave, aos 25, com Pedro Ken. No troco, o time carioca foi mais eficiente. Aos 26, Diego Souza aproveitou falha da defesa e finalizou na saída de Felipe: 1 a 0.

O gol desestabilizou o Avaí. O time catarinense pouco produziu no restante da etapa e quando teve a chance de empatar, como aconteceu aos 38, foi contido pelo goleiro Fernando Prass. Em resposta, Romualdo quase ampliou aos 43 na tentativa de encobrir o goleiro Felipe. O zagueiro Gustavo Bastos evitou o gol.

Segundo tempo. A etapa final começou equilibrada. Sem fugir à regra, o Vasco valorizou a vantagem marcando forte a saída de bola e forçando o erro dos donos da casa. O segundo gol veio aos 21, após cobrança de escanteio. O zagueiro Dedé, sozinho na pequena área, pegou a sobra para mandar para as redes: 2 a 0.

Descontrolado, o Avaí ainda perdeu o atacante Robinho, aos 30, expulso. O jogo terminou com protestos da torcida local exigindo a saída de Alexandre Gallo.

O Vasco volta a jogar no próximo domingo. Faz clássico com o Fluminense. O Avaí se mantém em Florianópolis, onde recebe o Coritiba, também domingo.

FICHA TÉCNICA

Avaí 0 x 2 Vasco

Avaí - Felipe; Daniel (Arlan), Gustavo Bastos, Dirceu e Pará; Bruno, Pedro Ken, Dinelson (Robinho) e Cleverson; Caíque (William) e Rafael Coelho. Técnico: Alexandre Gallo

Vasco - Fernando Prass, Fagner, Dedé, Anderson Martins e Julinho; Jumar, Romulo, Juninho Pernambucano (Felipe Bastos) e Diego Souza (Kim); Eder Luis (Leandro) e Alecsandro. Técnico: Ricardo Gomes

Gols - Diego Souza, aos 27 minutos do primeiro tempo. Dedé, aos 21 do segundo tempo

Cartões amarelos - Bruno, Pará (Avaí); Eder Luiz, Alecsandro (Vasco)

Cartão vermelho - Robinho (Avaí)

Árbitro - Cleber Welington Abade (SP)

Renda - R$ 80.120,00

Público - 6.542 pagantes

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.