Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Vasco derrota o América-RN por 3 a 1 e abre boa vantagem na Copa do Brasil

Em péssima situação no Campeonato Brasileiro - está dentro da zona de rebaixamento -, o Vasco tem o que comemorar na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, pela rodada de ida da terceira fase, o time carioca derrotou o América-RN por 3 a 1, no estádio de São Januário, no Rio, e abriu boa vantagem na luta pela vaga às oitavas de final da competição nacional.

Estadão Conteúdo

15 de julho de 2015 | 23h16

A partida de volta será na próxima quarta-feira, às 22 horas, na Arena das Dunas, em Natal. Na capital do Rio Grande do Norte, o Vasco pode perder por um gol de diferença para se classificar. O América-RN precisa vencer por 2 a 0 ou por três ou mais gols de diferença para avançar. Um novo 3 a 1, desta vez para os potiguares, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Apesar da boa vantagem, o técnico Celso Roth sabe que o Vasco tem de tomar todo o cuidado possível em Natal. Na edição do ano passado da Copa do Brasil, pela mesma terceira fase, o América-RN protagonizou a maior zebra da competição ao golear o Fluminense por 5 a 2, em pleno estádio do Maracanã, no Rio, e reverter os 3 a 0 que sofreu na ida, na Arena das Dunas.

Em campo, o Vasco mostrou um certo nervosismo no início. Não conseguia criar muitas chances de gol por conta disso, mas mandou uma bola muito perto do travessão em chute de Dagoberto, aos 28 minutos. Só no final que conseguiu abrir o placar. Aos 47, Anderson Salles cobrou escanteio, Riascos cabeceou na trave, e, no rebote, Herrera pegou sozinho a sobra e mandou para o gol.

Na segunda etapa, o Vasco tinha o propósito de explorar os contra-ataques, mas foi surpreendido no começo com o gol de empate do América-RN. Aos 7 minutos, o goleiro Jordi espalmou de soco um chute de Cascata e no rebote Aislan erra ao tentar afastar. Só que o chute em falso deixou a bola de presente para Reis, que sozinho mandou para as redes.

Com o empate, o América-RN se fechou, mas não contava com o pênalti cometido pelo zagueiro Cléber em John Cley. Aos 17 minutos, Anderson Salles cobrou com perfeição e deixou o Vasco mais tranquilo com o 2 a 1 no placar. Tanto que, aos 33, o argentino Emanuel Biancucchi, o primo de Messi, fez um belo gol de fora da área para decretar a boa vantagem vascaína.

Na sequência, aos 33 minutos, o atacante Dagoberto foi infantilmente expulso ao acertar uma cotovelada no adversário em um lance de ataque do Vasco, mas este jogador a menos não atrapalhou a comemoração pela vitória em casa.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 x 1 AMÉRICA-RN

VASCO - Jordi; Madson, Aislan, Rodrigo e Henrique (Christiano); Guiñazu, Anderson Salles e Emanuel Biancucchi; Herrera (Thalles), Riascos (Jhon Cley) e Dagoberto. Técnico: Celso Roth.

AMÉRICA-RN - Busatto; Lucas Newton, Flávio Boaventura, Cléber e Rafael Estevam (Gláucio); Judson, Zé Antônio Pereira e Álvaro; Cascata, Adriano Pardal (Bruno Farias) e Marcelo Maciel (Reis). Técnico: Roberto Fernandes.

GOLS - Herrera, aos 47 minutos do primeiro tempo; Reis, aos 7, e Anderson Salles (pênalti), aos 17, e Emanuel Biancucchi, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Christiano (Vasco); Flávio Boaventura e Zé Antônio Pereira (América-RN).

CARTÃO VERMELHO - Dagoberto (Vasco).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

RENDA - R$ 63.480,00.

PUBLICO - 2.689 pagantes (2.910 no total).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilVascoAmérica-RN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.