Vasco derrota Santos em casa e segue na vice-liderança

O Vasco embalou no Brasileirão. Mesmo sem Diego Souza e Fagner, o time carioca derrotou o Santos por 2 a 0, neste sábado, em São Januário, e acumulou sua terceira vitória seguida. Douglas e Alecsandro marcaram os gols que mantiveram o Vasco na cola do líder Atlético-MG na tabela.

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

21 de julho de 2012 | 20h29

Com 26 pontos, o time de São Januário está a dois dos mineiros, que golearam o Sport por 4 a 1, de virada, em Recife, também neste sábado. A vitória garantiu a segunda posição, já que o Fluminense tinha chances de alcançar a vice-liderança em caso de vitória sobre a Ponte Preta, no domingo.

Já o Santos segue com apenas 10 pontos, na parte inferior da tabela. Sem Neymar, Ganso e o goleiro Rafael, com a seleção em Londres, o time de Muricy Ramalho só escapou de uma goleada por conta da grande atuação do reserva Aranha. Com o resultado, o Santos completou o terceiro jogo seguido sem vitória.

Apesar da vitória, o Vasco ganhou dois motivos para se preocupar. O lateral Fagner e o meia Diego Souza estão em negociação avançada e devem deixar o clube nos próximos dias. Neste sábado, nem chegaram a entrar em campo.

O JOGO - Embalado por duas vitórias seguidas, o Vasco não tomou conhecimento do Santos no primeiro tempo. Partiu para cima assim que o juiz apitou o início da partida e não deu sossego ao goleiro Aranha. Logo aos 3 minutos, Carlos Alberto completou cruzamento de primeira, pela esquerda, e mandou rente à trave.

A pressão cresceu com o passar dos minutos e o Vasco não demorou para abrir o placar. Aos 11, o zagueiro Bruno Rodrigo furou ao tentar desviar a bola dentro da área, após escanteio, e Douglas encheu o pé para o fundo das redes.

O gol coroou o melhor futebol dos anfitriões. O Vasco trocava passes com mais eficiência, criava boas jogadas e apresentava melhor movimentação, enquanto o Santos parecia amarrado no meio-campo, sem criação e com dificuldade na saída de bola.

Assim, restou aos santistas torcer por Aranha. O goleiro fez duas grandes defesas que evitaram o início de uma goleada. Aos 34, parou cabeçada à queima-roupa de Douglas. Na sequência, contou com a sorte. Carlos Alberto e Nilton se atrapalharam na conclusão do rebote e desperdiçaram outra boa chance de gol. Aos 43, Aranha se esticou na pequena área para neutralizar levantamento perigoso de Juninho.

Preocupado com o fraco desempenho santista, Muricy resolveu mudar o ataque no segundo tempo. Trocou Dimba e Miralles por João Pedro e pelo jovem Victor Andrade. Mesmo assim, não teve sucesso. Para piorar, o treinador viu o Vasco ampliar a vantagem no placar.

Logo aos 2, Juninho bateu escanteio e Alecsandro se antecipou na primeira trave e escorou de cabeça: 2 a 0. O atacante chegou ao seu sétimo gol e se isolou na liderança do campeonato.

O gol deu tranquilidade aos anfitriões. O Vasco passou a jogar mais solto, mas o Santos não aproveitou o momento. A única chance perigosa aconteceu aos 6 minutos, quando Fernando Prass teve trabalho para defender cobrança de falta.

Com pouca inspiração, Felipe Anderson até tentou movimentar o meio-campo santista, porém, não conseguiu articular lance de maior perigo. O Santos chegou a apresentar maior posse de bola, mas não ameaçou o triunfo vascaíno.

Na próxima rodada, o Santos terá pela frente o líder Atlético-MG, no Independência, em Belo Horizonte, na quinta-feira. Durval, com o terceiro cartão amarelo, é desfalque certo para o duelo. O Vasco, por sua vez, fará o clássico com o Botafogo, na quarta, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 2 x 0 SANTOS

VASCO - Fernando Prass; Auremir, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton, Wendel (Fellipe Bastos), Juninho Pernambucano (Diego Rosa) e Carlos Alberto (Pipico); Eder Luís e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges.

SANTOS - Aranha; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Henrique e Felipe Anderson; Dimba (João Pedro) e Miralles (Victor Andrade). Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS - Douglas, aos 11 minutos do primeiro tempo. Alecsandro, aos 2 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Durval, Bruno Peres.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.