Vasco e Corinthians ficam no empate em Brasília

No fim do segundo tempo, Juninho Pernambucano desperdiçou uma cobrança de pênalti

DAYANNE SOUSA, Agência Estado

25 de agosto de 2013 | 18h25

BRASÍLIA - Vasco e Corinthians fizeram um jogo equilibrado neste domingo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Tite buscava superar a derrota da quarta-feira para o Luverdense, pela Copa do Brasil, e chegou marcar logo no começo, mas cedeu o empate. Os vascaínos prevaleceram na segunda etapa e contaram com atuação de gala de Juninho Pernambucano para ficar no 1 a 1.

Com o empate em Brasília, o Corinthians chegou aos 26 pontos, ainda na briga pelas primeiras colocações. Já o Vasco soma agora 20 pontos, na tentativa de se aproximar do pelotão de frente do Brasileirão.

Um gol de Guerrero logo aos três minutos do primeiro tempo deu tranquilidade à equipe do Corinthians, mas não deixou o duelo menos disputado. De volta ao Vasco, Juninho Pernambucano realizou belas cobranças de falta e de escanteio, além de ter participado do lance que levou ao gol de André na segunda metade da partida. O placar poderia ter sido diferente não fosse a boa atuação do goleiro corintiano Cássio, que fez ao menos duas grandes defesas em lances de bola parada.

O JOGO

O Corinthians começou no ataque e não demorou a balançar a rede. Aos três minutos, Guerrero marcou de cabeça num lançamento de Edenílson. O Vasco tentou reagir, mas ainda nos primeiros momentos foram os corintianos quem voltaram a trazer perigo. Aos nove, por exemplo, Douglas cabeceou a bola no travessão depois de receber de Guerrero.

A defesa corintiana seguiu marcando forte e dificultando o ataque vascaíno. O Vasco chegou perto de marcar com Juninho Pernambucano, aos 22 minutos. Ele chutou forte de fora da área e forçou Cássio a espalmar. André chegou para o rebote, mas a arbitragem já marcava impedimento.

A partir daí, a equipe de Dorival Júnior se manteve no campo adversário e criou mais oportunidades. Uma delas veio com Marlone, que partiu em arrancada do meio do campo e conseguiu um escanteio aos 28 minutos. Juninho Pernambucano cobrou e a bola foi afastada pela defesa. O Corinthians ainda tentou o segundo aos 34 com Edenílson, que chegou com perigo após receber pela esquerda de Danilo, mas Abuda fez o corte.

Um momento que mostrou como o embate foi bastante equilibrado aconteceu aos 41 minutos, quando Juninho Pernambucano cobrou para o Vasco uma falta pela esquerda. A bola venenosa foi na direção no gol e Cássio espalmou com dificuldade, chegando a trombar com Cris ao cair. Edenílson, então, comandou um rápido contra-ataque corintiano, que terminou com Diogo Silva saindo do gol para afastar o perigo.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, Juninho Pernambucano mais uma vez fez a diferença no Vasco. A equipe marcou aos nove minutos, quando o Corinthians falhou na reposição de bola e o meia vascaíno desviou a bola num carrinho para André encher a rede. Pouco antes disso, um lançamento dele quase levou a um gol de Willie, mas a bola atingiu a rede pelo lado de fora.

Aos 21 minutos, o Vasco teve a chance de virar em mais uma cobrança de falta, com defesa de Cássio. Na sequência, mais pressão do time carioca, com um toque de bola de Rafael Vaz para André, barrado por Douglas. O Corinthians tentou dar o troco aos 25 com Romarinho, mas o atacante deixou a bola rolar para a linha de fundo.

Foi Romarinho quem ofereceu outra das melhores chances corintianas, numa troca de passes aos 32 minutos com Guerrero, mas a bola foi para fora. Na sequência, o Vasco respondeu com um chute de Marlone rente à trave de Cássio. Marlone teve chance de novo em jogada individual aos 37, mas a bola passou à direita do gol de Cássio.

O jogo por pouco não teve um final diferente. Aos 41 minutos, Juninho Pernambucano foi derrubado por Ralf pouco antes da entrada da grande área. Ele mesmo cobrou, mas o chute ficou na barreira. Nos acréscimos, Pato também cobrou falta perigosa e Diogo Silva fez boa defesa.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 X 1 CORINTHIANS

CORINTHIANS - Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Douglas e Danilo (Romarinho); Emerson (Alexandre Pato) e Guerrero (Alessandro). Técnico: Tite.

VASCO - Diogo Silva; Fagner, Cris, Rafael Vaz e Yotún; Abuda, Wendel (Willie), Pedro Ken e Juninho Pernambucano; Marlone (Edemílson) e André (Tenório). Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Guerrero, aos 3 minutos do primeiro tempo; André, aos 9 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (Fifa/SC).

CARTÕES AMARELOS - Abuda, Fagner e Pedro Ken (Vasco); Danilo, Ibson, Paulo André, Guerrero e Ralf (Corinthians).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.