Divulgação/Photocamera
Divulgação/Photocamera

Vasco e Fluminense devem ter novidades no clássico deste domingo

Com o olhar voltado à Libertadores, as duas equipes também lutam pela classificação no Carioca

LEONARDO MAIA, Agência Estado

12 de fevereiro de 2012 | 08h16

RIO - Vasco e Fluminense prometem fazer um clássico interessante neste domingo, às 19h30, no Engenhão. As duas equipes vão apresentar reflexos de suas partidas pela Libertadores no meio de semana. Na busca pela classificação às semifinais da Taça Guanabara, os rivais podem exibir mudanças tendo em vista seus próximos compromissos pela competição continental, daqui a pouco menos de um mês.

O Fluminense vem de vitória por 1 a 0 sobre o Arsenal, mas com desempenho ruim e duas expulsões que criam problemas para o confronto com o Boca Juniors, no dia 7 de março. O técnico Abel Braga deve promover a efetivação do meia Thiago Neves entre os titulares e cogita ainda a entrada do meia Wellington Nem.

O meia Wagner e o atacante Rafael Sóbis perderam crédito depois da má atuação contra os argentinos na Libertadores e estão na berlinda para perder a vaga no time principal. Abel, porém, faz mistério. "Além do time que vem jogando, temos o Thiago Neves e o Wellington Nem. Está todo mundo no bolo, mas infelizmente não posso entrar com 13", brincou o treinador.

No Vasco, os jogadores aceitaram as argumentações da comissão técnica e, mesmo com os salários ainda atrasados, decidiram retomar as concentrações depois da derrota para o Nacional na estreia da Libertadores. Mas a principal mudança pode se dar dentro de campo.

O revés por 2 a 1 na Libertadores abalou as convicções do técnico Cristóvão Borges, que estuda modificações consideráveis no time do Vasco. Ele treinou na última sexta-feira uma formação com três zagueiros, sacando o meia Juninho Pernambucano para a entrada de Renato Silva na zaga.

"Tem que existir o hábito de treinar nesse esquema (com três zagueiros). Mas temos jogadores que já atuaram dessa forma, não fica com essa necessidade toda de treinar. Eles entendem e sabem como fazer isso. É uma possibilidade que é viável para esse jogo", comentou Cristóvão Borges.

Se optar por manter Juninho Pernambucano no time, a opção é sacar um dos volantes: Eduardo Costa ou Nilton. Mas o treinador foge da pergunta se vai jogar com dois meias ou dois volantes. "Estou pensando", limita-se a dizer.

O Vasco entra na rodada como líder do Grupo B da Taça Guanabara, com 12 pontos, e uma vitória já garante a sua classificação para as semifinais. Com sete pontos, o Fluminense precisa superar o rival neste domingo para ainda sonhar com uma vaga entre os dois melhores da chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.