Vasco empata e fica perto do título

Somente um azar muito grande tira o título da Taça Guanabara do Vasco. O time empatou, por 1 a 1, com o Flamengo, no Maracanã, neste sábado, e só não será campeão se o Americano vencer o Friburguense por uma diferença de oito gols, na próxima quarta-feira. Mesmo assim, os jogadores vascaínos deram a volta olímpica. Em alusão às declarações do presidente rubro-negro, Hélio Ferraz, que disse que comeria bolinho de bacalhau, peixe símbolo do Vasco, os atletas comeram o salgado após o jogo. A partida começou disputada. As equipes se estudavam sobretudo o Vasco, que tinha a vantagem do empate. O Flamengo tinha mais posse de bola, mas não transformava em chances de gol. Foi o time vascaíno quem assustou o gol adversário primeiro. O atacante Valdir recebeu livre dentro da área e chutou para fora. O Rubro-Negro tentou dar o troco. Fernando Baiano, porém, conclui fraco após passe de Fábio Baiano. O meia Marcelinho assustava o goleiro Júlio César com boas cobranças de falta. O Flamengo, quando chegava ao ataque, chutava para fora. Aos 31 minutos, Marcelinho deu lindo passe para Wellington. Ele entrou sozinho dentro da área e com um leve toque abriu o marcador. O Vasco ainda teve uma ótima oportunidade com o mesmo Marcelinho, mas ele desperdiçou. No segundo tempo, o Flamengo voltou disposto a virar o marcador e conquistar o título. Mas esbarrava na boa marcação do Vasco, que explorava os contra-ataques. Num deles, Marcelinho tentou encobrir Júlio César, mas a bola foi sobre o gol. O Rubro-Negro quase empatou após cobrança de escanteio. O zagueiro Fernando cabeceou na trave. Aos 28 minutos, Felipe chutou, a bola sobrou para Athirson, em posição legal, e ele marcou. O juiz assinalou impedimento. O Flamengo conseguiu o empate aos 32 minutos. Fabiano Cabral chutou de fora da área. No rebote, Zé Carlos marcou. Com o gol, o Rubro-Negro partiu com tudo. Felipe finalizou de longe e Fábio fez linda defesa. A partir daí, os ânimos se exaltaram. Fernando e Marcelinho foram expulsos depois de trocarem tapas. A seguir, foi a vez de Jorginho, ao cometer falta violenta em Russo. Ficha Técnica: Vasco: Fábio; Russo, Alex, Wellington Paulo e Wellington (Siston); Henrique (Rogério Corrêa), Bruno Lazaroni, Petkovic e Marcelinho; Valdir (Léo Lima) e Marques. Técnico: Antônio Lopes. Flamengo: Júlio César; Alessandro, Fernando, André Dias e Athirson; Jorginho, André Gomes (Jean), Fábio Baiano (Fabiano Cabral) e Felipe; Fernando Baiano (Andrezinho) e Zé Carlos. Técnico: Evaristo de Macedo. Gols: Wellington aos 31 do primeiro tempo; Zé Carlos aos 32 minutos do segundo tempo. Árbitro: Carlos Jorge Lopes. Cartão amarelo: André Gomes, Zé Carlos, Henrique, Wellington Paulo, Jorginho, Bruno Lazaroni, Fernando, Russo e Petkovic. Cartão vermelho: Marcelinho, Fernando e Jorginho. Renda: R$ 275.650,00. Público: 25.781 torcedores. Local: Maracanã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.