Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Vasco encara o Avaí em Florianópolis para confirmar fama de visitante ingrato

Na mira do Botafogo, Alberto Valentim pode se despedir do time catarinense nesta quinta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2019 | 07h18

Apesar de o estádio São Januário ser considerado uma força do Vasco, algumas vitórias da equipe neste Campeonato Brasileiro foram conquistadas longe do Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), o time carioca quer manter esta fama de visitante ingrato diante do Avaí, pela 24ª rodada, na Ressacada, em Florianópolis (SC).

Como visitante, o Vasco superou a Chapecoense e o Atlético Mineiro, ambos por 2 a 1. Só caiu diante do Corinthians, em Itaquera, por 1 a 0. Na última rodada, em casa, perdeu para o Santos por 1 a 0. E, por azar, teve um pênalti perdido por Rossi quando o placar ainda estava 0 a 0.

"Do mesmo jeito que fomos derrotados em casa, num jogo equilibrado, podemos vencer fora. O importante é o processo de evolução que o grupo está tendo, inclusive, com as presenças de alguns jovens vindos da base e que estão mostrando personalidade", comentou Luxemburgo. Por coincidência, a sua estreia no cruzmaltino aconteceu diante do Avaí no primeiro turno, no empate por 1 a 1, em São Januário.

Com isso, ocupa a 13ª colocação com 27 pontos, 11 a mais do que o Avaí, que se encontra na vice-lanterna (19.º lugar) e vem de três derrotas seguidas.

Para o confronto desta quinta, o técnico Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com o zagueiro Leandro Castán e com o atacante Marrony, que levaram o terceiro cartão amarelo. Ricardo Graça é o favorito para assumir a posição ao lado de Oswaldo Henríquez, mas Werley também é uma opção.

No ataque, Tiago Reis e Ribamar brigam por uma chance. No último treino antes de viajar para Santa Catarina, na tarde desta quarta-feira, Luxemburgo indicou a presença de Ribamar centralizado com Talles e Rossi nas pontas. O Vasco contará com a revelação de 17 anos por mais duas rodadas antes dele se apresentar à seleção brasileira para o Mundial Sub-17. A novidade na delegação foi a inclusão de Valdívia, que não era relacionado desde dia 1º de setembro no jogo com o Cruzeiro.

A outra dúvida está no meio-campo, porque o volante Raul se recupera de dores musculares. Ele foi relacionado e será reavaliado até antes do jogo. Caso não apresente condições de jogo, o setor deverá ser formado com Richard, Andrey e Marcos Júnior.

Dia de despedida?

Em meio à luta contra o rebaixamento no Brasileirão, o Avaí vai a campo nesta quinta-feira, em duelo contra o Vasco, sabendo que pode ficar sem treinador depois do apito final. Isso porque o jogo deve marcar a despedida de Alberto Valentim, verbalmente acertado com o Botafogo. 

O treinador espera se despedir com vitória, até porque vem de três derrotas seguidas. Dentro da zona de rebaixamento, com 16 pontos, a equipe avaiana não tem chance alguma de deixar a degola na atual rodada.

"Todo mundo sabe e já saiu até do presidente Francisco Battistotti sobre o interesse do Botafogo para a minha volta ao clube. Fiquei de conversar com o presidente sobre algumas coisas depois do jogo, porque tivemos uma semana cheia de trabalho", desconversou Valentim, ao ser questionado sobre o interesse botafoguense.

Em campo, o técnico deve repetir a escalação que foi utilizada na derrota por 3 a 1 para o CSA, na rodada passada, em Maceió (AL). A novidade deve ser no banco de reservas. Destaque da Copa SC, disputada pelo time sub-23, o centroavante Matheus Lucas foi relacionado e pode ser aproveitado. Ele foi contratado há um mês, após deixar o Figueirense.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.