Vasco encara Cardoso Moreira pelo Estadual do Rio

Com uma acirrada disputa para cobrar os pênaltis, time busca quarta vitória seguida na Taça Rio

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2008 | 16h59

O Vasco nem dá muita atenção ao fraco Cardoso Moreira, seu adversário deste domingo, às 16 horas, em São Januário, pela quarta rodada da Taça Rio - o segundo turno do Campeonato Carioca. O assunto nos últimos dias no clube foi a briga entre os jogadores na hora de decidir quem deve cobrar os pênaltis pelo time. Veja também: Em revanche de final, Flamengo põe reservas contra Botafogo Contra o Macaé, na última quinta-feira, Edmundo já tinha sido substituído quando houve outro pênalti. O goleiro Tiago correu para pegar a bola, mas foi impedido por Morais, que fez o gol. No mesmo jogo, Edmundo já havia convertido uma cobrança. Mas como o atacante também já perdeu alguns pênaltis na temporada, a torcida prefere que a atribuição seja dada a Tiago, que treina diariamente as penalidades como goleiro e artilheiro. Contra o Macaé, a torcida vaiou Morais, quando interceptou Tiago. E bem que o técnico Alfredo Sampaio quis se manter distante da polêmica. Perguntado quem seria o cobrador na eventualidade de um novo pênalti a favor do Vasco, ele, primeiro, desconversou. "Pode ser o Edmundo, o Morais, o Tiago, pode ser também o Alan Kardec, o Leandro Bonfim, depende do momento." Depois de ouvir um ‘recado’ do presidente do clube, Eurico Miranda, ele foi mais contundente na resposta. "Quem vai bater é o Edmundo. Se ele não estiver em campo, quem cobra é o Morais." Alfredo Sampaio vai poder contar com o atacante Jean e o meia Beto - recuperados de contusão, devem figurar no banco de reservas e ter uma oportunidade no decorrer da partida.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioVasco da Gama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.