Vasco entra com mandado no STF

O Vasco da Gama entrou com mandado de segurança, no Supremo Tribunal Federal (STF), para suspender a quebra de sigilo bancário e fiscal determinada pela CPI do Futebol, do Senado. A defesa do clube de São Januário também pede o sigilo dos documentos e demonstrações financeiras que foram apreendidos, em junho, pela Polícia Federal, na sede da entidade, por ordem dos senadores da comissão. Os advogados do clube alegam que a CPI do Futebol limitou-se a afirmar, na sustentação da quebra de sigilo, que há suspeitas de irregularidades quanto à situação financeira da entidade. "Suspeita não é de modo algum justificativa para violar uma garantia constitucional", ressaltou a defesa. "Os integrantes da CPI querem, na verdade, tentar descobrir algo que realmente seja digno de investigação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.