Vasco entra com petição para contar com Romário

Departamento jurídico do clube quer efeito suspensivo para o 'técnico-jogador' estrear no Carioca

16 de janeiro de 2008 | 19h22

O Vasco enviou nesta quarta-feira uma petição ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para saber se poderá contar com Romário no banco de reservas no jogo de estréia da equipe cruzmaltina no Campeonato Carioca, domingo, contra o Madureira, em São Januário. Flagrado no exame antidoping por uso da substância finasterida, o craque foi suspenso por 120 dias, pena considerada muito rigorosa pelos dirigentes vascaínos. A diretoria do Vasco alega que Romário foi punido como jogador e não como treinador. Tal argumento será analisado amanhã pelo presidente do STJD, Rubens Approbato.RAÇAO volante Jonílson já sabe o que fazer para conquistar a torcida vascaína. "Prometo muita luta e garra", disse o volante, de 29 anos, com passagem pelo Volta Redonda, Botafogo e Cruzeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioSTJDVascoRomário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.