Vasco: Eurico e Joel "puxam orelha"

Antes do treino desta sexta-feira, em São Januário, o técnico Joel Santana conversou por 50 minutos com o elenco do Vasco. Após a atividade, o presidente Eurico Miranda reuniu a comissão técnica e os atletas para, de forma enérgica, cobrar resultados. Em pauta, temas iguais: a má campanha na Taça Guanabara, as falhas sucessivas da defesa vascaína, que sofreu seis gols de bola parada, e o fraco desempenho do time na estréia da Copa do Brasil - empatou por 2 a 2 com o União, de Rondonópolis.Depois de tantas cobranças em um mesmo dia, o zagueiro Fabiano expôs o pensamento do elenco, que, segundo ele, assimilou bem as ordens de Eurico Miranda. De acordo com o relato do jogador, o dirigente cobrou mais empenho, determinação e vitórias."A conversa foi válida. A equipe tem qualidade, mas não tem rendido o esperado. Resta estrear bem na Taça Rio. Futebol se vive de resultados", declarou Fabiano, surpreso com a visita do presidente vascaíno. "O grupo não esperava essa reunião após o treino. Mas ele está certo em fazer cobranças".Sobre as falhas sucessivas da zaga do Vasco, para Fabiano, o jeito é trabalhar a fim de corrigir os erros de posicionamento e de atenção. "São gols bobos. Qualquer bola parada na entrada da área causa preocupação. Isso não pode acontecer".

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2005 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.